A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

11/06/2013 08:01

CNJ faz nova reunião para discutir conflito entre índios e fazendeiros

Aline dos Santos
Juiz do CNJ cumprimenta liderança indígena. (Foto: João Garrigó)Juiz do CNJ cumprimenta liderança indígena. (Foto: João Garrigó)

Com a difícil missão de conciliar interesses de fazendeiros e índios em Mato Grosso do Sul, a comissão do CNJ (Conselho Nacional de Justiça) fará reunião extraordinária na próxima quinta-feira, em Brasília.

Conforme o conselho, a reunião é devido ao agravamento dos conflitos entre indígenas e proprietários rurais. O encontro antecede reunião que será realizada no próximo dia 24 em Campo Grande.

Em 31 de maio, dia seguinte à reintegração de posse que resultou na morte do índio Oziel Gabriel, de 35 anos, o juiz coordenador do Fórum de Assuntos Fundiários, Rodrigo Rigamonte, veio a Mato Grosso do Sul. Ele declarou que no mês de julho a comissão vai apresentar relatório sobre o conflito fundiário no Estado.

Durante seis horas, o magistrado buscou o entendimento entre os terenas e representantes dos produtores rurais. A reunião terminou sem acordo. Os índios convidaram o juiz para conhecer aldeias, acampamentos e área em litígio no município de Sidrolândia. 

A comissão é formada por representantes do CNJ, Ministério Público Federal, Advocacia-Geral da União, Fundação Nacional do Índio, Conselho de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana, lideranças indígenas, proprietários rurais e estudiosos especialistas na questão indígena.



Faltou ainda João Carlos; o que mais sabe fazer é berber cachaça e colocar as mulher com as bacia na cabeça na rua pra vender as coisa, porque se depender dos índios homens , fica só na depedencia do governo......
 
Ado Filho em 11/06/2013 14:19:29
Até quando vamos assistir essa briga? O governo deve agir e dar trabalho para os indios, torná-los responsáveis pelos seus atos, pois eles só tem direitos; o que é que eles produzem para contribuir com o crescimento do nosso pais? Só temos noticias de que indio queima, invade, abusa e outras tantas irregularidades. Afinal as leis só valem para os considerados capazes, então porque não mudam as leis e definam os indios como totalmente capazes. Quem está pagando essa conta?
 
João Carlos Portalete em 11/06/2013 08:48:43
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions