A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

19/04/2012 08:39

Policiais civis fazem paralisação de 24h e protestam por reajuste

Wendell Reis e Viviane Oliveira

Polícia Civil para por 24 horas e só atende os casos de flagrante

A categoria, que reúne investigador, escrivão e  agente de polícia científica atenderá com apenas 30% do expediente (para cumprir a lei) em todo o EstadoA categoria, que reúne investigador, escrivão e agente de polícia científica atenderá com apenas 30% do expediente (para cumprir a lei) em todo o Estado

Os policiais civis fazem paralisação por 24 horas, desde às 8 horas desta quinta-feira (19), para protestar contra a proposta de reajuste salarial oferecida pelo Governo do Estado. A categoria, que reúne investigador, escrivão, agente de polícia científica e perito papiloscopista atenderá com apenas 30% do expediente (para cumprir a lei) em todo o Estado.

O Campo Grande News esteve na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro nesta manhã e verificou que não havia ninguém procurando atendimento, visto que os policiais estavam na troca de plantão. O presidente do Sinpol (Sindicato dos Policiais Civis do Estado), Alexandre Barbosa, revelou que os policiais devem abordar as pessoas e perguntar o que procuram, justificando o porquê da paralisação. A maior concentração de atendimentos em Campo Grande está na Depac-Centro.

Os 1800 policiais da categoria recebem salário inicial de R$ 2.142,00. Segundo o presidente do Sinpol (Sindicato dos Policiais Civis do Estado), Alexandre Barbosa, o governador ofereceu um reajuste de 8,13% e subiu para 9,15%, o que também não foi aceito, tendo em vista que a categoria luta por um aumento de até 25% até 2014, R$ 4 mil, iniciado por um percentual de 15% imediato.

Com faixas e até carro de som, boa parte dos policiais se concentram em frente a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro com dizeres: “salário da Polícia Civil de MS – Vergonha”, “Polícia Civil de MS, 20º pior salário do Brasil” e “Governo de Mato Grosso do Sul. Chega de descaso. Estamos parados por falta de estrutura”.

Os policiais afirmam que nas 24 horas de paralisação só terão andamento nas delegacias os casos de flagrante. Alexandre Barbosa alega que o Governo não dá valor aos policiais, mesmo tendo o menor índice de policial corrupto do País e atuando na fronteira.

Após o término da paralisação, os policiais pretendem iniciar a chamada tolerância zero, com o combate a crimes de menor potencial e contravenções penais, o que deve congestionar as delegacias, que não possuem estrutura para o atendimento.



É facil criticar a policia quando vc não faz parte,Dificil e trocar tiro com vagabundo, sair de casa de manhã sem saber se vai voltar ...
 
Junior Araujo em 19/04/2012 12:05:04
Então os bandidos tem 24h. pra roubar sem serem presos... Deixa eu ir embora me trancar em casa!
 
Keylla Oshiro em 19/04/2012 10:45:58
A polícia, seja federal, militar ou a civil é uma classe que tem que ser valorizada em todos sentidos. Treinamento, equipamento e também um forte e sério serviço de corregedoria para afastar os maus policiais.. E, principalmente ganhar muito bem para pensar 100 vezes ante a corrupção. A polícia é tão necessária como o médico. Ambos cuidam de preservar a vida e o patrimônio do cidadão.
 
lúcio santer em 19/04/2012 10:38:26
O movimento não é apenas por salário, mas também por recursos humanos e físicos. Um policial para ir as ruas contando as fases do concurso leva em média de 01 ano a 01 ano e meio e muitos após a fase de academia acabam saindo, dinheiro público indo pro ralo, mas infelizmente essa realidade é mascarada pelos nossos governantes.
 
Charles Ono em 19/04/2012 07:49:39
Eu sou uma cidadã que ja precisei da Policia e fui prontamente atendida e pude verificar quanto policiais serios são comprometidos com seu dever e as mazelas que tem no seu trabalho, como falta de condições e equipamentos adequados e modernos para trabalhar. Eu apoio este movimento e acho que o Andre tem que valorizar a policia.
 
Luciana Candido em 19/04/2012 02:08:00
Falou bem Sr. Júnior Araújo... Os policiais que fazem a segurança da população e tem que ser valorizados como tal. É revoltante ver uma matéria como vimos no Fantástico de quantos esses vereadores ganham entre salários e remunerações para não fazerem NADA... Claro que não podemos generalizar... Mas muitos deles sequer aparece em um bairro necessitado para reinvnidicar algo pela população.
 
Andréia Silva em 19/04/2012 01:29:42
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions