A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

06/11/2009 07:26

Comerciantes esperam notícias sobre fogo do lado de fora

Redação

Donos de barracas do Camelódromo, no Centro de Campo Grande, esperam do lado de fora por notícias sobre os prejuízos causados pelo fogo, que começou por volta das 6 horas de hoje.

Dezenas de pessoas se aglomeram nos três portões de acessos ao local. Lá dentro, bombeiros ainda trabalham recolhendo mercadorias. Os comerciantes chegam para abrir os boxes e só então ficam sabendo do incêndio. Pelo telefone, muitos comunicam os colegas sobre o problema.

A primeira sensação ao ver o tumulto no local é de desespero. Todos dizem não ter seguro, o que é motivo de tensão permanente, segundo quem trabalha nas bancas.

Valdineide Maria da Silva, de 31 anos, dona do box 440 chegou chorando ao local e demorou para se acalmar, apesar de todos garantirem que sua banca não foi atingida. Tremendo muito, por conta do nervosismo, ela comenta que "se o fogo tivesse se alastrado, todos nos estaríamos falidos".

Quatro boxes de roupas e acessórios foram destruídos: o 444, o 445, o 446 e o 054. Outro ficou bastante danificado e mais 3 foram atingidos, mas com danos menores.

José Luis, de 49 anos é dono do box 447, que ficou parcialmente destruído. "Tudo que eu tenho queimou", disse sem saber ao certo a dimensão do prejuízo.

Como não pode entrar, José viu pelo portão as mercadorias amontoadas ao fundo do lado de fora da barraca, queimadas. "Não podemos fazer seguro individual, só podemos se for o camelódromo inteiro", lamentava o comerciante.

Inflamável - Vizinhos do Camelódromo reclamam da falta de segurança. "Isso daqui é um estopim. Estou aqui há 23 anos e sempre soube que isso ia acontecer.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions