A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

11/06/2009 09:08

Comércio terá pesquisa para revitalizar Centro

Redação

As entidades que representam o comércio em Campo Grande querem sugestões sobre como deverá ser feita revitalização do centro da cidade, cujo plano proposto pela Prefeitura tem a previsão de ser concluído até janeiro de 2010.

Para saber quais são as necessidades de quem trabalha no comércio, além do que pode ser feito para melhorar o centro, comerciantes farão uma pesquisa na região, em parceria com universidade.

De partida, dois pontos principais chamam a atenção dos comerciantes quando o assunto é a revitalização do centro de Campo Grande: a rua 14 de Julho, considerada a mais expressiva para o comércio; e o que será feito do prédio da rodoviária da cidade, quando a nova construção for inaugurada.

Na reunião de ontem, já foram levantadas propostas como a utilização do prédio da rodoviária para trabalho social, como um balcão de empregos. De acordo com a Fecomércio, a intenção é impedir que, após a construção da nova rodoviária, o comércio do entorno do antigo prédio seja prejudicado.

Para a 14 de Julho, uma das possibilidades sugestões dos comerciantes é que o espaço seja usado à noite para atividades culturais e de entretenimento. A idéia é afastar a criminalidade dessas áreas no período em que as lojas não estiverem funcionando.

O encontro de quarta-feira ocorreu na sede da Fecomércio (Federação do Comércio de Mato Grosso do Sul). Participaram cerca de dez entidades que representam os comerciantes, como o Sebrae e a CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas).

A reunião foi realizada para que as entidades discutissem as principais necessidades do centro e as possíveis melhorias, que eles esperam que ocorram com a revitalização.

Apesar de os detalhes da pesquisa ainda não terem sido acertados, a Federação adiantou que ela deverá ser realizada por meio de uma parceria entre a CDL e a UCDB (Universidade Católica Dom Bosco).

Outras três reuniões como a de ontem devem ocorrer até que os comerciantes elaborem uma proposta de revitalização para apresentar ao Planurb (Instituto Municipal de Planejamento Urbano).

Os próximos encontros serão realizados sob a supervisão do instituto, responsável por reunir as sugestões para elaborar o plano detalhado de revitalização do centro.

Segundo o vice-presidente da Fecomércio, Edison Araújo, essas discussões técnicas tem como objetivo aproximar a revitalização dos anseios dos trabalhadores do centro. "Queremos um projeto que se adeque às necessidades dos comerciantes e da própria cidade", reforça.

A obra será feita com recursos do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) e da prefeitura. O ponto de partida será a rua 14 de Julho. Contudo, a intenção da administração é envolver os comerciantes na elaboração do plano.

Por conta disso, ainda não foi apresentado qualquer esboço aos empresários. No final das reuniões com a Planurb é que deverá ser elaborado o primeiro documento com as reivindicações do comércio para a revitalização.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions