A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

09/02/2014 17:02

Comissão da OAB-MS irá discutir amanhã combate a violência contra mulher

Leonardo Rocha

A Comissão Provisória da OAB/MS (Ordem dos Advogados do Brasil de Mato Grosso do Sul) formada para o combate da violéncia contra mulher, irá se reunir amanhã (10), a partir das 18h, para definir as prioridades de trabalho para este ano no Estado.

O evento que terá a participação de outras comissões da entidade, vai analisar e debater os últimos casos de violência na Capital e em todo Estado, que tiveram vários casos de repercussão nos últimos tempos.

A Comissão terá como base de atuação ações com foco na prevenção, levando informações às mulheres sobre como buscar ajuda e saber lidar com esta situação.

De acordo com a Delegacia de Atendimento à Mulher, somente no ano passado, foram registrados 5.640 boletins de ocorrência. No Estado, as denúncias podem ser feitas no telefone: (67) 3384- 1149 (Deam) ou na Defensoria Pública da Mulher, através do telefone: 0 800 67 1236.

Exemplos – Entre os casos mais recentes está a de Giovanna Nantes Tresse de Oliveira, que foi espancada pelo namorado Matheus Georges Zadra Tannous, 19 anos, na noite de réveillon. Ela foi internada no dia com quatro fraturas no rosto, duas no maxilar e duas abaixo do olho direito, precisando passar até por cirurgia.

A mais recente foi Lúcia Helena Martinez Estecher, de 26 anos, que foi vítima de socos, alicates e até o uso de cordas pelo seu ex-marido Fábio Assis, 24, apesar de ter quatro crianças e sofrer agressões durante os seis anos de casamento. Após a separação há quatro meses, ainda continuou sendo agredida.



Bom dia!
Fiquei tão - absurdamente revoltada - com a violência perpetrada contra a mulher nestes 45 dias de 2014 - que estou terminando um livro sobre o assunto - onde entrevistei mulheres agredidas - e, a partir do relato delas fiz um poema - deixando-as incógnitas -puxando para mim a dor, a vergonha e a humilhação...
"O SOM DA LÁGRIMA..." - é o nome do meu livro - e até abril chegará às livrarias - busquei apoio na Secretaria da Mulher para editá-lo - mas não encontrei.. mas para mim dificuldade é mérito - vou entrevistando, falando em poesia dessa dor, e vou levar meu livro a todos!
NÃO PODEMOS MAIS NOS CALAR!!!
CULTURA PARA TODOS - ISSO É FALTA DE CULTURA!
Delasnieve Daspet
Poeta
Presidente do Fórum de Cultura/MS e Conselho Cultura do Estado de MS
 
Delasnieve Daspet em 19/02/2014 09:58:06
Tem que discutir a violência contra os brasileiros e brasileiras, pois, esse país em matéria de justiça é uma piada.
 
Fernando Dias em 09/02/2014 19:02:21
Srs.da OAB, de nada tem valido uma mulher fazer um BO, dois, três, quatro, outras quatro medidas protetivas de limitação de distância, seja lá o que for, tudo será algo paliativo para dizer que nada foi feito.O que é preciso é mudar a legislação,mais severa,e a garantia que o infrator será de fato punido de verdade, ficando preso de verdade por muito tempo, de conformidade com a pena,oferecendo ao presidiário um trabalho para que se qualifique para mercado de trabalho.E ao sair e for reincidente,dobrar a penalidade,sendo aplicada e cumprida de fato como presidiário,afastado dos familiares que necessitam de paz e sossego desses crápulas. O sentimento principalmente das mulheres e de toda sociedade é que vivemos numa terra, de quem pode mais, chora menos. Não acham os SRS. isso injusto????
 
JOÃO ALVES DE SOUZA em 09/02/2014 18:45:20
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions