ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, QUINTA  29    CAMPO GRANDE 34º

Cidades

Comissão vai fiscalizar implantação de 26 tanques no Aquário do Pantanal

Leonardo Rocha | 04/12/2013 09:20
Aquário está previsto para ser entregue no segundo semestre de 2014 (Foto: Arquivo)
Aquário está previsto para ser entregue no segundo semestre de 2014 (Foto: Arquivo)

O governo estadual criou uma comissão especial de trabalho para gerenciar e fiscalizar a próxima etapa do Aquário do Pantanal, que irá exigir uma atenção especial em relação à montagem de 26 tanques de circulação de água e implantação efetiva do habitat das espécies.

O trabalho será conduzido pelo secretário estadual de obras, Edson Giroto, e pelo fiscal da Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos), Luis Mário Mendes Leite. Eles poderão inclusive montar uma estrutura organizacional no canteiro da obra para articular os trabalhos.

O governo estadual explicou hoje, em decreto no Diário Oficial do Estado, que como esta obra é diferenciada das demais, exigiu que fosse montada uma equipe “especial”, a parte da Agesul. A Comissão tomará as decisões necessárias para o desenvolvimento e edificação do prédio do Aquário.

O secretário Edson Giroto será o ordenador de despesas, com a função de autorizar e liberar pagamento de recursos, além de fazer contratações indispensáveis. Ele poderá firmar qualquer ato necessário para o cumprimento da obra.

Já o fiscal da Agesul terá o papel de fiscalizar a obra e atestar os laudos específicos, além de instalar procedimentos administrativos se houver descumprimento no contrato.

Previsão – As obras do Aquário do Pantanal estão previstas para serem entregues no segundo semestre de 2014, de acordo com Giroto, mais de 60% da obra já está pronta.

O projeto orçado em R$ 100 milhões, irá produzir o maior Aquário doce do mundo e terá uma cobertura complexa que vai abrigar 18 tanques que representarão os Rios Miranda, Piquiri e Paraguai.

Ele irá viabilizar pesquisas sobre a fauna pantaneira e tem a pretensão de atrair estudantes e universidades do mundo inteiro.

O Aquário será um complexo onde o visitante encontrará a biodiversidade do Estado, o projeto inclui biblioteca, laboratório, auditório, salas para exposição, praça de alimentação e uma passarela suspensa com aproximadamente 70 metros de extensão.

Nos siga no Google Notícias