A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

02/09/2011 08:15

Comissão vai propor fim da propaganda de bebida alcoólica na TV

Edmir Conceição*

O presidente da Comissão de Estudos sobre Políticas Públicas de Combate às Drogas, deputado Reginaldo Lopes (PT-MG), afirmou ontem, ao final dos trabalhos, a comissão vai propor o fim da propaganda de bebida alcoólica na TV. A declaração foi feita durante o Seminário Nacional de Políticas Públicas de Combate ás Drogas.

“Vai ser uma guerra. Nós avançamos muito quando tiramos a propaganda de cigarro da televisão. Em menos de 8 anos, nós tiramos mais de 30 milhões de brasileiros do tabaco. O País tinha 32% de fumantes, hoje são 17%. O álcool causa um prejuízo enorme ao Brasil, por isso temos que diminuir o incentivo ao consumo de álcool”, disse Lopes.

Legislação para o crack - Outra ideia que surgiu durante os trabalhos da comissão é produzir uma legislação específica para o crack, com aumento de pena de acordo com o poder da substância de causar dependência e os prejuízos que causa à saúde.

“Em relação ao crack precisamos de uma legislação específica para a repressão, porque ao contrário da cocaína, em qualquer fundo de quintal é possível montar um laboratório para produzir crack. A repressão deve ser em relação ao traficante. O usuário é uma questão de saúde pública”, defendeu Lopes.

Preço dos cigarros - A comissão deve propor também o aumento do preço dos cigarros. Segundo Reginaldo Lopes, a história de que o Brasil tem o cigarro mais caro do mundo é balela. “Nós temos o sexto cigarro mais barato do mundo. Vamos criar mais um valor fixo, por exemplo, R$ 2,00 a mais. Esse dinheiro vai para o Fundo Nacional sobre Drogas, que foi criado, mas não tem recurso. As cartelas ficariam em torno de 4,50. Ainda está muito barato pelo prejuízo que fumar causa ao Sistema Único de Saúde”.

Mega-Sena acumula e prêmio no sábado pode chegar a R$ 39 milhões
A Mega-Sena mais uma vez ficou sem vencer na noite desta quarta-feira (13) e, assim, acumulou. O prêmio pode subir para R$ 39 milhões no sorteio do p...
Chuva intensa de meteoros terá pico na madrugada de quinta-feira
A chuva de meteoros Geminídeos – uma das mais intensas e brilhantes do ano – vai ocorrer durante a noite de hoje (13) e a madrugada de amanhã (14) e ...
STF tem maioria a favor de delação negociada pela Polícia Federal
O Supremo Tribunal Federal (STF) formou hoje (13) maioria para manter a autorização legal para que a Polícia Federal (PF) possa negociar delações pre...


Isso seria uma das melhores coisa que poderia acontecer em nosso país , parar de incentivar os brasileiros a beber cada vez mais , com aqueles apelos de infrentar até tubarão para tomar uma cerveja isso ja é demais , ou fazendo aquelas lindas mulher incetivar os homem a beber ou vice versa . , vamos para de modismo com bebida alcolica . ,vamos incetivar as pessoas afazer o bem a outro , fazer grandes propagadas das grandes faculdades que tem nesse BRASIL , vamos fazer propaganda de coisa que faz o bem ao povo não só do BRASIL mais do mundo , sei que as empresas de bebidas tem vender mais hj não é mais preciso de fazer esses apelos. Tomara que seja aprovada essa lei isso sim seria uma grande LEI em nosso BRASIL.
 
elias bacha de souza em 02/09/2011 09:49:03
Muito interessante a decisão. O que falta agora é criar um espaço reservado e fechado para consumo de bebidas alcoólicas. Assim como a perseguição ao tabagismo é extrema expulsando os viciados ao olho da rua, com a bebida alcoólica deveria assim sê-la colocando os consumidores em recintos fechados. Beber em público incentiva jovens adolescentes à esse vício que não só faz mal à quem consome mas à todos de qualquer forma.
Essa proibição deveria ser mais rigorosa quanto à venda de bebidas para ser consumidas nos lares onde o consumidor fica valente e tráz muitos problemas às famílias.
Quando todos esses projetos absurdos entrarem em vigor estaremos vivendo uma sociedade enclausurada sofrendo depressão e outras patalogias psicológicas. Virá então mais proibições que restringirão a arte musical onde só serão pemitidas canções góspeis e a cobrança de dízimos.
Por outro lado, as drogas ilícitas correm soltas entre os jovens. Proibir o crac será o caminho para a licitude do consumo da heroina e cocaína que é mais caro e dá mais lucropela dificuldade de produção que estará no controle de poucos.
 
Ezio José em 02/09/2011 09:41:07
Que país é esse onde todos discursos pregam a democracia mas na prática querem cençurar tudo, na Camara de Vereadores de Campo Grande, os vereadores criam leis que controlam o que pode ser consumido nas cantins das escolas, na Camara Federal querem criar proibição de propaganda de bebidas alcoolicas na tv, que democrácia é essa? Não sou proprietario de lanchonete,não tenho agência de publicidade, não sou cachaceiro, mas defendo o Estado democrático de direito eo livre arbitrío.
 
porfirio vilela em 02/09/2011 05:38:31
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions