A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

17/02/2008 07:33

Concurso da PM atrai 22 mil candidatos neste domingo

Redação

A dificuldade em localizar os locais da prova e atrasos marcaram candidatos ao concurso da Polícia Militar neste domingo. Sérgio Ferreira chegou no sábado, dia 16, de Fernandópolis (SP) e só nesta manhã foi conferir o local da prova, na Uniderp (Universidade para o Desenvolvimento do Estado e da Região do Pantanal). Ele admitiu que chegou tarde para conhecer o local da disputa. Já o vendedor Fernando Barros, 20 anos, tentou conhecer antes o local onde faria a prova, mas diz que a internet estava lenta. O concurso atraiu 22 mil inscritos.

Com dificuldades para localizar a sala, Barros preferiu entrar e deixar de lado a disputada lista de nomes e aventurar-se a encontrar a carteira sozinho. As provas são realizadas em oito locais diferentes em Campo Grande.

A maioria dos 22 mil inscritos precisou desembolsar R$ 62,40 (houve isenções) para tentar uma das vagas, mas para alguns o investimento valeu apenas como lição. Este foi o caso de Rafael Gustavo Barrioto, 19 anos, que chegou pouco depois das 8 horas, quando os portões na Uniderp já estavam fechados. Barrioto diz que estava estudando 2 horas diárias na tentativa de entrar na Polícia Militar e fazer carreira. O plano profissional do operador de Call Center foi adiado porque ele esperava que os portões fechassem mais tarde.

Já a pedagoga Simone Aguilar, 27 anos, assistiu o portão ser trancado pelo lado de fora por acreditar que o procedimento fosse uma simulação. Mas ela admitiu que já passou no concurso da Agepen (Agência de Administração do Sistema Penitenciário) e aguarda a nomeação. A inscrição para a PM foi uma forma de acompanhar o marido que também vai tentar ingressar na força.

Embora tenha chegado em cima do horário, o cobrador Raimundo Maia, 30 anos, localizou o local de prova de forma rápida e garantiu presença na disputa. Também está no páreo Thiago Vilela Furtado, 24 anos, que precisou da ajuda do irmão José Vilela Furtado, de 27, para encaminhar a documentação de correta. O CPF de Thiago estava com problemas e Thiago, que está na PM, foi à casa deles buscar outros documentos.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions