A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

25/04/2009 06:51

Constatação de fraudes com energia cresceu 13%

Redação

A constatação de fraudes pela Enersul (Empresa Energética de Mato Grosso do Sul) cresceu 13% no primeiro bimestre deste ano em comparação ao ano passado, segundo dados informados pela concessionária.

São 6.575 irregularidades, que representam consumo de 3.867 MWh, ao passo que entre janeiro e fevereiro de 2008 os técnicos encontraram 5.786 irregularidades e apuraram consumo de 3.426 MWh.

Embora ano a ano o número de fraudes detectadas aumente, o volume de energia calculado não acompanha esse crescimento. A empresa informa que isso ocorre porque as inspeções estão detectando mais problemas e mais rápido.

Os fraudadores não são somente consumidores de baixa renda. Há casos recentes de empresas de grande porte, como farmácia da Rede São Bento e até mesmo um moinho, onde foram encontrados os "gatos".

Só em 2008 as fraudes tiraram dos cofres públicos R$ 2 milhões em ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), de acordo com a Enersul. O problema é que este prejuízo acaba recaindo sobre o consumidor.

Recentemente o vice-presidente da Enersul, Sidney Simonaggio, explicou que não há um rateio entre os consumidores pagantes, mas as fraudes refletem no preço final da energia. Isso porque anualmente a empresa encaminha à Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) um relatório apresentando seus custos e as perdas.

Neste relatório, as fraudes entram como perdas não-técnicas. Segundo Simonaggio, a Aneel considera o índice parcialmente para a composição da nova tarifa.

Além da multa e possibilidade de responder criminalmente por furto, o fraudador também corre risco de sofrer sérios acidentes, como choques elétricos e mesmo incêndios, devido às instalações precárias.

MEC deve homologar Base Comum Curricular na próxima quarta-feira
O Ministério da Educação informou que a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), aprovada hoje (15) pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), deve ser ...
Presos da penitenciária federal da Capital são julgados por crime em RN
Um preso custodiado no presídio federal de Campo Grande foi julgado, ao lado de outros três homens, na quinta-feira (14) e nessa sexta-feira (15) por...
Governo Federal reduz período do horário de verão para 2018/19
O presidente Michel Temer assinou hoje (15) um decreto reduzindo em duas semanas o horário de verão em 2018. No ano que vem, a medida começará a vale...
Inscrições para o Vestibular 2018 da UFMS seguem abertas
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) segue com inscrições abertas para o Vestibular 2018, que selecionará alunos para cursos de gradua...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions