A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

11/12/2009 11:47

Construção civil prevê 4 mil empregos no próximo ano

Redação

O Sinduscon/MS (Sindicato da Indústria da Construção do Estado) prevê expansão de 8,5% em 2010 com geração de quatro mil empregos em Mato Grosso do Sul. O presidente da entidade, Amarildo Miranda Melo, acredita que os segmentos que mais receberão investimentos no próximo ano são nas áreas de infra-estrutura e habitação.

"Os governos já anunciaram investimentos e apenas no Estado estão previstos R$ 2,1 bilhões em rede de esgoto, rodovias, moradias, entre outros. Apenas do PAC (Programa de Aceleração de Crescimento), estão previstos R$ 244 milhões em obras de infra-estrutura", avalia.

Neste ano foram liberados R$ 192 milhões ou 44% dos R$ 437 milhões previstos. "Mato Grosso do Sul foi a Unidade da Federação utilizou o maior percentual dos recursos do PAC, já que a média nacional de 20%", ressaltou.

Hoje, segundo a Fiems, Mato Grosso do Sul tem 1.692 empresas no setor da construção civil quem empregavam, até outubro deste ano, 23.568 trabalhadores, recebendo salário médio mensal de R$ 963,00, o que representa massa salarial de R$ 272,4 milhões no ano.

Além disso, o setor tem déficit de mão-de-obra qualificada em torno de 10 mil trabalhadores, sendo metade na Capital e a outra no interior.

Para Amarildo Melo, a dificuldade de encontrar mão-de-obra suficiente e qualificada continua sendo o principal gargalo do setor. "A dificuldade ainda é grande com a mão-de-obra profissional, tanto em questões qualitativa como quantitativa", explicou. A Fiems tem projeto de implantar em Campo Grande a Escola da Construção.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions