A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 24 de Abril de 2017

20/04/2017 12:38

Contra suicídio, carta recomenda que pais deem atenção e carinho aos filhos

Texto foi entregue a pais e responsáveis por alunos da rede estadual de educação

Yarima Mecchi
Jogo de internet Baleia Azul estaria incentivando adolescentes a cometerem automutilação e até suicídio. (Imagem: Internet)Jogo de internet "Baleia Azul" estaria incentivando adolescentes a cometerem automutilação e até suicídio. (Imagem: Internet)

Como maneira de evitar que crianças e adolescente se envolvam com o jogo do suicídio chamado Baleia Azul, a SED (Secretaria de Educação do Estado) encaminhou uma carta para os pais e responsáveis de todos os alunos da rede estadual de ensino recomendando que eles deem afeto, atenção e carinho aos jovens.

"Afeto, carinho, atenção, presença e amizade com os filhos são fundamentais para a proteção deles contra o “Desafio da Baleia Azul”, que impõe ao jovem as mais perversas tarefas, causando risco à vida", diz outro trecho.

Assinada pela secretária de Educação, Maria Cecilia Amendola da Motta, o texto explica como o jogo funciona e que vem atraindo adolescentes e pré-adolescentes e pede atenção a mudança de comportamento.

"Fiquem atentos a qualquer sinal de isolamento social e manifestação de tristeza ou agressividade. Essa situação pode estar ligada a uma etapa do jogo virtual", diz um trecho do documento.

A secretaria se coloca à disposição da comunidade escolar para desenvolver estratégias de combate ao suicídio.

"Lembramos que a Secretaria Estadual de Educação possui canal de diálogo aberto com diretores e a comunidade escolar para que estratégias de ações sejam desenvolvidas junto às unidades".

Um suposto caso de um adolescente de Ponta Porã - a 346 quilômetros de Campo Grande - despertou a preocupação das autoridades. Professores de duas escolas de Ponta Porã procuraram a 1ª Delegacia da Polícia Civil do município na quarta-feira (19), depois que tiveram acesso a uma mensagem com ameaças de envenenamento aos alunos.

Mensagem que circulou nas redes sociais em Ponta Porã na manhã desta quarta (19), com ameaças de envenenamento. (Foto: Divulgação/Internet)Mensagem que circulou nas redes sociais em Ponta Porã na manhã desta quarta (19), com ameaças de envenenamento. (Foto: Divulgação/Internet)

Jogo perigoso - O Baleia Azul, ou “Blue Whale”, é um game de internet que teria surgido na Rússia, estaria levando jovens a praticarem mutilações e até o suicídio. O jogo seria coordenado por um curador ou moderador que distribui tarefas a partir de comunidades fechadas de Facebook ou WhatsApp.

Ele instiga jogadores, a grande maioria adolescentes, a cumprirem 50 desafios diariamente. O último deles é retirar a própria vida.

Entre os desafios do game estão escrever frases e fazer desenhos com objetos pontiagudos na palma da mão e nos braços, mutilar partes do corpo, ficar pendurado em guindastes, assistir a filmes de terror e subir em telhados de madrugada, ir a uma estrada de ferro de madrugada, e, enfim, cometer suicídio.

São mais de 56 mil vídeos sobre o assunto no YouTube. Vários grupos fechados em redes sociais com adolescentes comentam o tema. Autoridades de alguns países, como a Inglaterra, já emitiram alertas sobre o jogo.

Secretária de Educação do Estado, Maria Cecilia Amendola da Motta. (Foto: Marcos Ermínio)Secretária de Educação do Estado, Maria Cecilia Amendola da Motta. (Foto: Marcos Ermínio)

Confira a carta na íntegra: 

Queridos pais,

A Secretaria Estadual de Educação alerta para os riscos do “Desafio da Baleia Azul” que vem atraindo jovens seguidores, especialmente pré-adolescentes e adolescentes que se comprometem com uma série de tarefas complicadas, a última delas o suicídio. Fiquem atentos a qualquer sinal de isolamento social e manifestação de tristeza ou agressividade. Essa situação pode estar ligada a uma etapa do jogo virtual.

Afeto, carinho, atenção, presença e amizade com os filhos são fundamentais para a proteção deles contra o “Desafio da Baleia Azul”, que impõe ao jovem as mais perversas tarefas, causando risco à vida.

Reforçamos que qualquer manifestação que fuja da normalidade do dia-a-dia das crianças e dos jovens deve receber atenção imediata dos pais.

Lembramos que a Secretaria Estadual de Educação possui canal de diálogo aberto com diretores e a comunidade escolar para que estratégias de ações sejam desenvolvidas junto às unidades.

Vamos proteger nossos filhos!

Maria Cecilia Amendola da Motta
Secretária de Estado de Educação de Mato Grosso do Sul




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions