A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

23/08/2013 11:25

Criada há 81 anos, 1ª escola de Campo Grande luta para continuar aberta

Jéssica Benitez
Alunos abraçam primeira escola municipal de Campo Grande (Foto: Cleber Gellio)Alunos abraçam primeira escola municipal de Campo Grande (Foto: Cleber Gellio)

Quem nasceu antes da década de 80 e passa pela Avenida Calógeras, nº 405, sabe que o local tem grande representatividade na linha do tempo de Campo Grande. No endereço, funciona a primeira escola Municipal da Capital, Bernardo Franco Baís, fundada em 27 de fevereiro de 1932. Matriarca de inúmeros alunos, a unidade faz parte do patrimônio histórico, o prédio é tombado, e mesmo diante de trajetória relevante, a equipe de 60 funcionários luta para mantê-la aberta.

Hoje o colégio fez celebração simbólica de 81 anos para lincar com os 114 anos da cidade Morena, mas a comemoração não gira em torno de uma escola octogenária, mas sim de um bebê, já que a vida da Bernardo Franco Baís recomeçou no final de 2012, quando a presidente da APM (Associação de Pais e Mestres), a advogada Geovana da Silva, se juntou aos pais e professores e foi em busca de uma nova chance para a escola.

“Fomos até o gabinete do então prefeito Nelsinho Trad pedir que ele não fechasse a escola. No começo, ele foi resistente, disse que não tinha condições de manter aberta com tão poucos alunos, mas eu bati o pé. Me comprometi em correr atrás de mais estudantes e, no fim, ele cedeu em tudo”, contou a advogada, que tem três filhos matriculados no colégio.

Tudo começou em 2011 quando a escola só funcionava pela manhã do 6º ao 9º ano. O número de alunos começou a cair e os funcionários tinham que cumprir jornada em outras unidades educacionais à tarde. “Já não conseguíamos atender o público da região porque como é central só tem adulto. Começamos a mobilizar os bairros”, explicou a orientadora Maria Aparecida Martins.

O grande desafio era reativar o período vespertino. Foi aí que, depois de conversarem com Nelsinho, todos foram em busca de alunos. Com ajuda de fotos e vídeo de pessoas pedindo que o colégio não fosse fechado, o ex-prefeito liberou a pré-matrícula para pré e 1° ano em dezembro do ano passado, mas nem tudo estava garantido.

“Tínhamos que preencher as vagas da pré-matrícula, se não houvesse número o suficiente não conseguiríamos abrir turma”, disse Geovana. Fazendo jus ao ditado 'a união faz a força', o objetivo foi cumprido. Hoje a Baís conta com duas salas do pré e uma do primeiro ano do ensino fundamental. Ao todo são 480 alunos.

Reviver – Outro desafio é manter a importância histórica da escola acesa na memória das novas gerações. Na era das redes sociais não é uma tarefa fácil fazer com que os alunos parem para apreciar fotos e fatos antigos. “Por isso desde o ano passado temos trabalhado com a interação. Fazemos com que eles entrem na história por meio de atividades aqui na escola”, explicou a supervisora Fátima Aparecida Martinês.

Hoje, por exemplo, os quase 500 alunos se tornaram um só durante abraço coletivo no prédio da escola, tudo para demonstrar o afeto que todos têm pelo local. Nas prateleiras estão expostos troféus que o colégio ganhou ao longo do tempo para manter tudo fresco na recordação. No passado a iniciativa deu certo, tanto que a professora de ciências, Josiene Botelho, 23 anos, foi aluna entre os anos de 2002 e 2004 e agora leciona no mesmo quadro que completou exercícios na condição de estudante.

A orientadora Maria Aparecida conta com emoção o renascimento do colégio (Foto: Cleber Gellio)A orientadora Maria Aparecida conta com emoção o "renascimento" do colégio (Foto: Cleber Gellio)

O exemplo de dedicação se estende. A aluna do 9º ano, Petra Vieira, 14 anos, tem as melhores notas. Ela não pretende dar aula, mas garante que quando de tornar médica obstetra se recordará do colégio que lhe proporcionou os primeiros passos. “Gosto muito daqui e estou sentindo saudade porque esse é meu último ano”, disse.

A comemoração contou também com ex-alunos. A técnica em contabilidade, Ana Espíndola, estudou no Baís há 25 anos. Foi lá que conseguiu o diploma e desde então não parou de trabalhar. Emocionada, ela tentou passar um pouquinho do que vivenciou aos alunos. “Ver vocês é como se eu voltasse no passado. Essa escola me trouxe formação profissional, deem valor e estudem também”, discursou.

A amizade entre os estudantes e os funcionários é visível. Maria Aparecida associa a relação intimista ao tamanho do colégio que só tem 10 salas. Em 1960 cerca de 2 mil alunos se matricularam e 150 funcionários trabalhavam na escola. Ao Campo Grande News ela disse que agora conhece todos os alunos pelo nome e ser tão próxima das turmas não tem preço, portanto, lutar diariamente pela vida da escola é pouco perto da satisfação em tê-los por perto.




Tive o privilégio de estudar nessa escola desde o ano de 1979, quando fui matriculado no 1ª série (hj 1º ano) e só deixei a escola quando terminei o 3º ano, no curso Técnico em Contabilidade em 1991, ou seja passei doze anos (reprovei na 5ª série em 84) da minha vida estudando na Escola M. de 1º e 2º Grau Bernardo Franco Baís, como era chamado anteriormente, é com muita tristeza que estou recebendo está noticia. Espero que a comunidade escolar em trabalho com todos os funcionários da escola possam manter a instituição aberta por muitos anos. Infelizmente não posso contribuir, pois moro em Porto Velho - RO, mas quando estiver ai em Campo Grande farei uma visita. Bons tempos aquele que estive ai profª: Maria Amélia, Ana Cristina, Jussara, Domigas e Nadir... Prof: Durval entre outros. Sds...
 
Elpidio L. Pedroso em 26/08/2013 23:25:42
Esqueceram do meu apoio para não fechar esta escola.
 
valdemar moraes de souza em 23/08/2013 22:53:52
Eu estudei nessa escola em 88 e 89,quero muito poder ajudar,galera vamos nos unir e ajudar,essa escola nao pode fechar,tive muitos momentos bons la,professoras Maria Amélia,Domingas e outras mais,saudades.
 
Eliane Soares Leite em 23/08/2013 20:22:55
entrei esse ano, mas to adorando essa escola
e pretendo aproveitar muito essa escola maravilhosa..
 
Kamila Lorrayne em 23/08/2013 17:40:55
POIS É PESSOAL AQUI ESTA UMA MATERIA MUITO IMPORTANTE PARA GENTE, TBM FUI ALUNA DESTA ESCOLA, E ME ENVERGONHA COM ESTE PREFEITO, POIS É BEN PROVÁVEL QUE ELE FECHE-A MESMO. POIS NÃO FAZ NADA A NÃO SER FRACASSAR A CIDADE, NOSSA CIDADE TA UM HORROR.
 
ELY MONTEIRO em 23/08/2013 17:06:07
Estudei de 1973 a 1981!! Ensino levado a sério, respeito pelo professor... Professor MADRUGADA de Educação física! Que fim levaram os jogos da REME? Eu era feliz e não sabia!!!!
 
ANTONIO GARCIA GONÇALVES em 23/08/2013 16:56:47
O Bom e Velho Baís , Estudei nessa Escola Maravilhosa, minha prima estuda lá também. Simplesmente Toda a Equipe da Escola, Todos São Muito Bons e Sabem o Que Fazem, Nenhuma Escola e Igual a Essa... Agradeco por tudo ...

Professores Douglas,Manoel,Patricia, Entre outros.Saudades ...
-CIDINHAAA!!! Obrigado Pela "Puxadas" de Orelha...


David Okamoto , do 9° A
 
David Okamoto em 23/08/2013 16:25:33
Estudei nesta escola na década de 70,onde fiz o primario,estou muito emocionado recordando a minha infância,e morava perto da escola,bem ao lado.Escola esta com professores e demais funcionários excelentes.
Parabens!!!
 
Gilberto Rodrigues em 23/08/2013 15:59:40
Estudei nessa Escola nos anos de 73, 74 e 75, onde conclui o Curso Técnico em Contabilidade. Tenho 4 filhos, todos estudaram nessa Escola. Está localizada num lugar de fácil acesso para todos os bairros de nossa cidade, ainda mais hoje com o Vale Transporte gratuito. Só não entendo o porque de ter dificuldades em formar turmas. Quase sempre há uma faixa fixada na frente da escola oferecendo vagas para o Ensino Fundamental. Acredito que tem mais é que fazer um esforço de todos os envolvidos diretamente ou indiretamente para dispertar novamente o número de alunos interessados em estudar nela.
 
João Carlos Rezende em 23/08/2013 15:58:47
Essa escola leva o nome da família mais tradicional e importante que Campo Grande já teve, Bernardo Franco Baís foi o primeiro prefeito de nossa capital e o maior e mais importante comerciante da região. Ela é um marco na cidade porque foi a primeira escola municipal de Campo Grande!
 
Carlos de Souza em 23/08/2013 15:44:06
Nossa tanbem Estudei ai muitas lembranças boas,temos q ajudar tenhos certeza q essa escola já formol muitos proficionais . Vamos rever isso nao pode continuar assim cade a Prefeito Q elegemos.
 
suellen cristina biss loureiro em 23/08/2013 15:35:06
eu estudei na escola em 1985 umas das melhor escola pra se estudar em campo grande era um orgulho para os aluno falar a onde estudava amei muito estudar no bernado franco bais hj passo em frente e falo com muito orgulho pra minha filha eu estudei aki
 
alex lopes de aquino em 23/08/2013 14:52:43
...que saudades!!!!!! e muita história pra contar...vamos marcar um encontro dos ex alunos para dar um abraço e prestigiar nossa inesquecível escola.
 
Ester Menacho em 23/08/2013 14:13:56
Saudades do tempo em que estudei no Baís, torcer pra não fechar as portas pois essa escola realmente é um patrimônio e faz parte da historia de Campo Grande e que ainda possa alfabetizar muitas crianças, foram oito anos que hj estão na saudade.
 
Claudia Ramos em 23/08/2013 13:59:12
tenho 3 filhos que estuda nessa linda escola,me impressiona muito a alegria a vontade ea dedicaçao com que trabalha os colaboradores,desde a pessoa que cuida da limpeza ate a diretoria,todos unidos pela etica moral da escola bernardo franco bais
com um criterio impecavel de educaçao,parabens meninas
cidinha.miria,sonia,parabens jurema,
 
sidney alves macedo em 23/08/2013 13:42:08
Eu comecei a estudar a primeira serie e terminei o antigo segundo grau nesta escola,conheci o pai de minha filha ai, hje sou avo, e agradeço muito a essa escola por minha formação, este ano minha afilhada começou a estudar ai, mas infelizmente eu mudou de cidade. Grandes lembranças "otimas lembranças". Nossa seu Juventino boa lembrança Carlos gente muito boa.
 
Kelly Rocha em 23/08/2013 13:36:28
Eu estudei nessa escola tbm e me lembro do sr. Juventino bons tempos aqueles! E se eu puder ajudar vou estar disponivel adoro essa escola!
 
APARECIDA MITSUE OGATHA em 23/08/2013 13:10:24
Foi minha primeira escola, onde estudei e me formei em Tecnica em Contabilidade, fui muito feliz nesta escola, lá conheci uma pessoa e estive casada durante 20 anos. "Seu Juventino eternas saudades", me arrepio só de pensar o quanto ess escola significa pra mim. Quantas saudades!
 
Marilene Carvalho de Andrade em 23/08/2013 13:07:23
Estudei nesta Escola tb...em meu primeiro dia de aula ganhei um sorvete do Juventino....os ex alunos deviam se reunir para ajudar a escola....
 
Evandro Penha em 23/08/2013 13:02:46
Eu também fiz parte dessa história.... trabalhei como Orientadora Educacional por vários anos.... tenho boas lembranças..... Sr. Juventino e D. Odilza ( que Deus os tenha) Diretor Durval, Jacqueline, Maria Rosa, a Cris da cantina e muitos outros.....
 
Ana Janet Catelan em 23/08/2013 12:58:49
Essa escola não pode fechar de jeito nenhum!!!!!!!! Se isso acontecer será como dar uma facada na história educacional de Campo Grande Grande!!!!!!!!
 
Osmar Felinto em 23/08/2013 12:41:10
Nossa quantas saudades, estudei juntamente com meus irmãos nesta escola e são tantas histórias, tantos amigos, seu Juventino e tudo mais, hoje quero por minha filha Ana Clara pra estudar lá.
 
Simone Alves dos Santos em 23/08/2013 12:40:22
FIQUEI TRISTE EM SABER DO ASSUNTO, POIS ESTUDEI NO BAIS NOS ANOS 1971 A 1973 1ª TURMA DE TECNICOS EM CONTABILIDADE, E MEU FILHO CAÇULA TAMBEM JA ESTUDOU LA E É UMA DAS MELHORES DO MUNICIPIO... EI TURMA DE 1973 VAMOS NOS UNIR EM FAVOR DA ESCOLA...
 
EDEMAR ROLIM em 23/08/2013 12:38:24
Estudei nessa escola no periodo de 1078 a 1984, do primeiro ao sexto ano, eu adorava as professoras, não lembro o nome de todas mas as guardo na lembrança, foi nessa escola que fui ao dentista pela primeira vez, naquela época existia dentistas nas escolas públicas,
toda semana tinha bochecho com flúor, quando chegava o circo na calógeras a escola nos levava, dia das crianças tinha bolo de festa p criançada...Nessa época a escola era a unica coisa boa na minha vida.
Só para lembrar o Sr.Juventino era o guarda da escola (Eu tinha um pouco de medo dele)...
 
ELIZETE NANTES em 23/08/2013 12:34:59
Aos interessados em ajudar, visitem nosso blog,
http://escolabais.blogspot.com.br/

Entrem em contato, nos visite. Será uma alegria recebê-los....


DIRETORA: Miriam Boscarski da Silva Oliveira

Avenida Calógeras, 405
Vila Santa Luiza
CEP - 79004-380

Telefone: (67) 3314.5060 / 3314.5061
E-mail: em.bernardobais@semed.capital.ms.gov.br
 
ANDRE DO NASCIMENTO NEVES em 23/08/2013 12:30:11
Parabens a todos pelo esforço para continuar com a escola aberta, tantas pessoas reclamam de falta de vaga para os filhos nas escolas e esta está se segurando como pode por ter pouco aluno, vai entender a população...
 
MAXIMILIANO RODRIGO ANTONIO NAHAS em 23/08/2013 12:26:24
Me formei no curso Técnico em Contabilidade, na década de 90, nesta excelente e notável Escola!!!
Sinto-me muito Honrado com isso!!!
Com certeza além das séries que já tem, se houver novamente mais esse ou outros cursos técnicos , muitos estudarão ainda nessa escola.
 
Marcos Silva em 23/08/2013 12:20:49
Muito lindo e emocionante essa matéria...
É um orgulho ver pessoas compromissadas com a educação, pessoas que lutam não pelo salário que ganham, mas pelo amor as crianças, aos estudantes, a uma escola, que é o começo de tudo. Quantos por ali passaram, quantos cidadãos hoje estão formados e nessa escola foi o inicio de tudo.
PARABÉNS...
 
Roberto Amaral em 23/08/2013 12:14:52
Estudei no bais em 1990,era uma escola com vagas super concorridas devido a disciplina e índice alto de aproveitamento escolar,os pais tinham que dormir na fila pra conseguir matricular os filhos,Escola muito boa onde fiz muitos amigos.
 
Adriana Borba em 23/08/2013 11:58:05
Estudei nesta Escola!!! muitas lembranças!!! 'Seu Juventino' por exemplo é uma delas!!!!Gostaria muito de ajudar, vou entrar em contato.
 
carlos corrêa em 23/08/2013 11:52:09
Os professores que passaram por ai deveriam ser chamados a ajudarem a manter a escola aberta. Convoquem os ex-alunos para tarefa, certamente o sucesso acontecerá.
 
Alcenair Nobre Costa em 23/08/2013 11:36:38
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions