A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 23 de Setembro de 2018

30/04/2018 08:32

Dar dinheiro estimula que pessoas fiquem na rua, dizem participantes de enquete

Anahi Zurutuza
Dar dinheiro estimula que pessoas fiquem na rua, dizem participantes de enquete

Para 76% dos participantes de enquete desta semana, dar dinheiro e comida a moradores de rua faz com que eles não saiam desta situação.

A SAS (Secretaria Municipal de Assistência Social) lançou a campanha “Onde a esmola acaba, o direito começa”, com o objetivo de conscientizar a população em Campo Grande que, mesmo que a intenção da pessoa seja a de ajudar, dar dinheiro ou comida a moradores de rua contribui para que os mesmos continuem na mesma situação.O Campo Grande News quis saber se o leitor concorda com a tese.

A consulta desta semana é sobre lei que após veto do prefeito Marquinhos Trad (PSD) sob a justificativa que se trata de projeto inconstitucional foi promulgada pela Câmara de Campo Grande.

A lei é "autorizativa", ou seja, não obriga o Poder Executivo a cumprir de forma imediata, dá apenas a previsão.

Conforme o texto, o monitoramento terá de possibilitar a visualização das ruas e espaços públicos. 

A chamada "cidade vigiada" tem o objetivo de incentivar a melhoria dos procedimentos de segurança pública, com a ajuda da iniciativa privada.

Em contrapartida, o contribuinte terá desconto de até 15% no IPTU pelo prazo de cinco anos, podendo ser o prazo prorrogado. Neste caso, o desconto deve ser cumulativo aos outros que a população já tem, como pagamento antecipado.

Você acha que o desconto é merecido ou não? Responda a nossa enquete que já está no ar!



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions