A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Janeiro de 2019

19/12/2018 15:13

Das 115 vagas em MS do Mais Médicos, apenas 60 foram preenchidas

As 55 vagas que sobraram estão sendo oferecidas para brasileiros formados no exterior

Kerolyn Araújo

Terminou na terça-feira (18) o prazo para a apresentação doos interessados em preencher as vagas deixadas pelos cubanos do programa Mais Médicos em Mato Grosso do Sul. Das 115 vagas oferecidas no Estado, apenas 60 foram preenchidas.

Conforme a SES (Secretaria Estadual de Saúde), os 60 médicos estão distribuídos nas seguintes cidades: Amambai (1), Angélica (1), Antônio João (1), Aquidauana (1), Aral Moreira (1), Bandeirantes (2), Bela Vista (1), Bonito (1), Brasilândia (2), Caracol (1), Chapadão do Sul (1), Corguinho (1), Coronel Sapucaia (2), Corumbá (6), Costa Rica (2), Coxim (4), Deodápolis (1), Dourados (7), Eldorado (1), Figueirão (1), Guia Lopes da Laguna (1), Jaraguari (1), Jardim (2), Ladário (1), Mundo Novo (1), Pedro Gomes (1), Porto Murtinho (1), Rio Verde de Mato Grosso (3), São Gabriel do Oeste (2), Selviria (1), Tacuru (3) e Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEIs) (4).

Ainda conforme a Secretaria, as 55 vagas que sobraram estão oferecidas para brasileiros formados no exterior e, caso não sejam preenchidas, serão destinadas para médicos estrangeiros.

Saída dos cubanos - No dia 14 de novembro, o governo de Cuba divulgou nota anunciando a interrupção da cooperação técnica com a Opas (Organização Pan-Americana de Saúde) que permite o envio de médicos para o Brasil. 

O governo do país caribenho decidiu retirar os cubanos do Brasil após declarações do presidente eleitor Jair Bolsonaro (PSL).

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions