A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

26/05/2009 19:15

Decisão é adiada e índios permanecerão em fazenda

Redação

Os cerca de 120 indígenas que ocupam a área Laranjeira Nhanderu, na fazenda Santo Antônio, em Rio Brilhante, dormirão no local e aguardarão a decisão do TRF-3 (Tribunal Regional Federal da 3ª Região), marcada para amanhã. Eles esperam que a Justiça reveja a reintegração de posse e não vão mais desocupar a área até a meia-noite de hoje, como estava determinado.

Conforme o assessor jurídico do Cimi (Conselho Indigenista Missionário), Rogério Batalha, o TRF está analisando uma petição feita ontem. Amanhã a decisão será dada por uma desembargadora.

Apesar de a procuradora da República Maria Luiza Grabner ter pedido para suspender a liminar que mandou despejar os índios nesta terça-feira, a decisão final caberá ao TRF.

Regina também pediu que a área seja submetida a uma pesquisa antropológica, para a certificação se o local realmente pertence ou não aos índios.

Segundo a PF (Polícia Federal) de Dourados, os indígenas foram avisados que devem deixar a área hoje. Ficou decidido que amanhã os policiais retornariam à área para confirmar a desocupação.

Nesta terça-feira, dia do despejo, houve impasse na entrega de cestas básicas pela Funai (Fundação Nacional do Índio). Conforme o Cimi, o caminhão com os alimentos foi proibido de entrar na área em disputa. Contudo, posteriormente, o acesso foi liberado.

O local é ocupado por 38 famílias, que reivindicam a terra como área indígena. Entretanto, o estudo antropológico ainda está em curso. Segundo Flávio Vicente Machado, do Cimi, o acesso à área é permitido apenas aos indígenas.

Caso os indígenas saiam do local, vão ficar acampados às margens da BR-163, em frente à fazenda. Além do Cimi, há representantes de diversas entidades no local.

A reintegração de posse foi determinada pela juíza titular da 2ª Vara Federal em Dourados, Kátia Cilene Balugar Firmino. A decisão é de 29 de abril, quando a magistrada deu 15 dias de prazo para eles deixarem a propriedade.

Mega-Sena pode pagar R$ 39 milhões no sorteio deste sábado
A Mega-Sena deste sábado (16), que está acumulada, pode pagar R$ 39 milhões para quem acertar os seis números. O concurso 1.997 ocorre às 20 horas, h...
MEC deve homologar Base Comum Curricular na próxima quarta-feira
O Ministério da Educação informou que a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), aprovada hoje (15) pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), deve ser ...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions