A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

29/07/2013 20:34

Declaração do Papa sobre gays surpreende líder de travestis em MS

Bruno Chaves

Os homossexuais não devem ser “julgados ou marginalizados”, disse o Papa Francisco nesta segunda-feira (29) ao voltar ao Vaticano. Para a presidente da ATMS (Associação das Travestis de Mato Grosso do Sul), Cris Stefanny, a declaração do Santo Padre reforça o respeito ao ser humano, principalmente ao homossexual.

"Se uma pessoa é gay e procura Deus e a boa vontade divina, quem sou eu para julgá-la?", questionou o Pontífice durante conversa com jornalistas a bordo do avião que o levou do Rio de Janeiro (RJ) a Roma, depois da JMJ (Jornada Mundial da Juventude).

De acordo com Cris, todos os papas antecessores de Francisco pregavam o respeito, mas tinham uma visão equivocada quanto ao homossexual. Já o atual Papa “reforça o respeito ao ser humano e à dignidade”. “Não se trata de concordar com a orientação, mas se trata de ver a pessoa como ser humano, que não pode ser maltratado e marginalizado”, opinou.

A presidente da associação ainda afirmou que Francisco não se colocou contra ou a favor da orientação sexual dos fiéis. “Ele apenas disse que deve ser acolhido. Isso para nós é importante. Não esperávamos uma visão tão aberta quanto foi”, declarou.

“Não vai ser maltratando e usando o nome de Deus que vai resolver ou mudar sexualidade de alguém”, emendou. Para Cris, o papel de Francisco, como grande líder religioso, tem sido o de divulgar o respeito mútuo pelo ser humano.

Declaração – Durante conversa com jornalistas, o Santo Padre ainda declarou que “o Catecismo da Igreja Católica explica isso [homossexualidade] muito bem". "Ele diz que eles não devem ser marginalizados por causa disso, mas que devem ser integrados à sociedade."

"O problema não é ter essa orientação. Devemos ser irmãos”, afirmou Francisco sinalizando o respeito.

 



As igrejas em geral em especial a católica sempre predominou o poder, determinava regras politicas e ditava a moral e os costumes, até reis eram coroados pelo PAPA até que Napoleão foi o único rei que se alto coroou e coroou a sua esposa como rainha.

A igreja sempre teve responsabilidade nas carnificinas em decorrência da AIDS, DITADURAS, ESCRAVIDÃO, INQUISIÇÃO, MORTES DE LGBTs, CRUZADAS e tantas outras atrocidades, e seus lideres as mão sujas de sangues e hoje o atual papa demonstra equilíbrio, simpatia, humildade e com isto nãos e desculpa, mas começa a abrir o diálogo para reparar os erros do passado, assim também devia fazer as igrejas evangélicas neopentecostais que vende espaço no céu, ilude os fieis, e colaboram para a mortandade de LGBT, mulheres e negros no mundo.
 
Cris Stefanny em 31/07/2013 12:42:02
A sociedade precisa aprender a pesquisar, nem sempre o que os meios de comunicação publicam é a verdade, pois a midia brasileira é tendensiosa e leva o rumo da informação para onde lhe convem. A declaração do papa não me surpreende em nada, ele apenas disse algo sabio e biblico, "Não Julgues, para que não seja julgado" simples assim. Afirmação que inumeras pessoas ja declararam. Interessante, o Papa condena o lobby gay e isso a midia nao fala, para quem não sabe o que é lobby, "Lobby" é o nome que se dá à atividade de pressão de grupos, ostensiva ou velada, com o objetivo de interferir diretamente nas decisões do poder público, em especial do Legislativo, em favor de interesses privados. E é isso que os Gay estão fazendo, lobby gay.
 
cesar souza em 30/07/2013 13:57:29
Não usem a Bíblia para justificar o seu PRECONCEITO.
 
Luciani Oliveira em 30/07/2013 12:34:47
ACHO ENGRAÇADO,TODOS APONTAM O DEDO E JULGAM OS HOMOSSEXUAIS,NÃO PENSAM QUE JULGAR OS OUTROS TAMBÉM É UM PECADO AOS OLHOS DE DEUS.AMAR UMA PESSOA DO MESMO SEXO NÃO ERRADO,SE VOCÊ É UMA BOA PESSOA,JUSTA E DIGNA VOCÊ TEM SIM O DIREITO DE FICAR COM QUEM QUISER SENDO HOMEM OU MULHER.SE O PAPA NÃO CONDENA/JULGA NINGUÉM ,QUEM É VOCÊ PRA FAZER ISSO:???
....VEJO TANTA GENTE QUE SE DIZ CRENTE FALANDO MAL DA VIDA ALHEIA,PECANDO,E COMETENDO ATÉ CRIMES.AS PESSOAS TEM QUE SER TRATADAS COM RESPEITO INDEPENDENTE DE SUA RAÇA,COR ,OPÇÃO SEXUAL. NINGUEM É OBRIGADO A ACEITAR,MAS NÃO GENERALIZEM OS GAYS ,EXISTEM SUAS EXCEÇÕES ...TRATE AS PESSOAS COMO VOCÊ QUERIA SER TRATADO.#CHEGA DE GENTE IGNORANTE.
 
Luh Costa em 30/07/2013 12:30:06
Concordo:
Laercio Souza e Magda de Oliveira Nantes Afonso
 
Natalia Moura em 30/07/2013 11:27:44
Prezados José e Mário. Não se pode generalizar. Existem padres e religiosos em geral, como existem em todas as outras áreas, pessoas com esta ou aquela opção, tendência, opinião. E existem muitos, a maioria, diria, que escolhem a vida sacerdotal por pura vocação, por compreensão de seu papel na sociedade, e realizam trabalhos belíssimos. E o cerne da questão, me permitam, é outro: é se saber como acolher aquele que se põe em discordância para com nosso pensamento, respeito a diferença e mantendo-se, ao mesmo tempo, firme e coerente naquilo que se prega.
 
Roberto Ferreira em 30/07/2013 11:26:07
Dizer que as religiões não marginalizam ou discriminam os homossexuais é o mesmo que querer tapar o sol com a peneira. Agora porque o Papa teve um discurso favorável ao acolhimento, todo mundo diz que esse sempre foi o discurso das religiões... Eu particularmente discordo disso baseando-me no que já vi e ouvi dentro de igrejas.

Atualmente não sou religiosa, mas na última vez em que estive em uma igreja, em um culto, lembro-me bem das palavras do pastor, que dizia que "o mundo estava conspirando para que os homossexuais e seus atos fossem aceitos quando na verdade Deus os abomina", e que "todo homossexual iria queimar no fogo do inferno"... Isso é aceitação?

Não estou generalizando, mas que tem muitos religiosos tentando justificar o preconceito pessoal usando a religião, isso tem!
 
Mériele Oliveira Pereira em 30/07/2013 11:24:04
Tanta hipocrisia! Se as pessoas APENAS aprendessem a respeitar seu semelhante já estava de bom tamanho. Pessoas que se dizem "religiosos" "escolhidos" (de qualquer religião) e pregam a santidade ( deles ) deveriam olhar para suas próprias atitudes antes de criticar e discriminar outrem. Pregam a fidelidade, a honestidade mas suas atitudes (traição, tirar vantagem financeira, mentira ) não mostram isso. Acham que são detentores da verdade mas isso não é problema. O problema é que ( depois de tanto aprontarem e ainda aprontam ) acham que a ÚNICA VERDADE é a dele.
 
eliane marques em 30/07/2013 11:12:00
Concordo com o leitor Mário Costa, pra mim todo padre é um gay enrustido, procurou o seminário como forma de justificar à sociedade sua aversão ao sexo feminino, amparado pelos dogmas da igreja católica que um padre não deve ser relacionar e ter família.
 
Jose Silva Junior em 30/07/2013 11:10:35
Deus ama a todos que tanto nos criou como sua semelhança, cabe a nos a busca-lo e refletir sobre nossos pecados se perto de nós estiver alguem que esta indeciso com sua sexualidade cabe a nos a orienta-lo e mostrar a biblia para ele porque Deus criou o homem e a mulher e o pecado veio despois, dessa criação vamos amar nosso proximo como ensinou nosso Jesus o fim esta proximo meus irmãos
 
MARIA DE LURDES V. PRESTES em 30/07/2013 11:10:14
Mais uma importante lição do Papa Francisco. Uma coisa é aplaudir, apoiar esta ou aquela opção. Outra coisa é tratar a todos com respeito, reconhecendo, em cada um, sua dignidade. A diferença entre o que disse o Papa e o que falam outros por aí é mais de tom que de conteúdo. Não houve, por parte dele, discriminação, ofensa, menção a eventual "doença" do homossexual, mas apenas gestos e palavras de respeito, de respeito ainda que pensando de maneira diferente. Quanto aos absurdos da tal "marcha das vadias" e outras aberrações contra o Papa e a Igreja na JMJ, é melhor nem considerar, desprezar, deixar de lado, não dar gratuita popularidade a esses celerados.
 
Roberto Ferreira em 30/07/2013 10:59:24
Vocês sabem porque as cidades de Sodoma e Gomorra foram destruídas? Pesquisem, estudem, e meditem um pouco sobre aquela situação.
 
miguel gentil em 30/07/2013 10:48:45
Homossexualismo sempre existiu e sempre vai existir principalmente na Igreja Católica, pois já é uma tradição da Igreja Católica acolher os homossexuais desde os primórdios, pois o catolicismo sempre dominou a sociedade e nas famílias tradicionais, quando os pais, principalmente o pai que é o cabeça da família, quando via que o filho era diferente (gay não, diferente) e percebia que ele não gostava de mulher, que fugia à regra, pra não escandalizar a família e cair na boca do povo, enfiavam a criança ou adolescente no seminário. Isto virou uma tradição, quem conhece gays, pessoas que convivem, sabem muito bem com apenas um olhar dizer se a pessoa é gay ou não, pode não praticar, se esconder, mas vai ser sempre gay, infelizmente mesmo.
 
Mário Costa em 30/07/2013 10:27:13
Está escrito não se engane: Ap.13 Eu sou o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim, o primeiro e o derradeiro.14 Bem-aventurados aqueles que guardam os seus mandamentos, para que tenham direito à árvore da vida, e possam entrar na cidade pelas portas.15 Ficarão de fora os cães e os feiticeiros, e os que se prostituem, e os homicidas, e os idólatras, e qualquer que ama e comete a mentira.16 Eu, Jesus, enviei o meu anjo, para vos testificar estas coisas nas igrejas. Eu sou a raiz e a geração de Davi, a resplandecente estrela da manhã.17 E o Espírito e a esposa dizem: Vem. E quem ouve, diga: Vem. E quem tem sede, venha; e quem quiser, tome de graça da água da vida.Quem julgará o homem é o próprio Deus, homem nenhum está autorizado a julgar e condenar, motivo a lei do homem é falha,Deus,não.
 
Hermes de Campos Pinto em 30/07/2013 10:18:21
Sou conhecedor da palavra de Deus , esta escrito que os covardes não terão a salvação APOC.21:8 , os lideres religiosos são COVARDES , vou provar, a palavra de Deus condena o homossexualismo ela é bem claro , parece que os lideres tem medo de dizer a verdade , ficam rodeando
 
zenobio veiga da silva em 30/07/2013 10:15:31
Cris Stefanny poderia comentar sobre os atos de total afronta ao Papa e a todos nós católicos praticados pelos LGBT durante a JMJ. Os GLTB vão conseguir o respeito de quem quer que seja quando tratarem com respeito a opinião de todos.
 
Magda de Oliveira Nantes Afonso em 30/07/2013 10:14:40
O que o "Santo Papa" disse foi o mesmo que o Malafaia e os coronéis evangélicos por aí. Não é pecado ser gay, é pecado ter o ato gay. Ora, que redundância e bobagem. Essas religiões defendem a 'volta pro armário' do que o debate da sexualidade. Como uma pessoa gay não vai ter atos gays? o papa só desconversou e confirmou o que a religião a muito fala.
 
Emerson Torres em 30/07/2013 10:00:31
...quando a mamãe gestante faz sua 1º ultrassom a ansiedade é única...Será MENINO OU MENINA?...e o que define isso são os órgãos genitais, a genética... o que passar disso esta contra a natureza humana.
 
Ester Menacho em 30/07/2013 09:47:51
Para quem é católico praticante esta declaração do Papa não surpreende. É preciso conhecer de dentro, a igreja, para saber a real posição dela sobre vários temas. O que acontece muito é que imprensa e outras instituições tiram suas conclusões baseados numa visão externa. Deus veio para salvar todos, eu como pai de família, casado e hétero...diante de Deus não tenho mais valor que uma prostituta, um gay, um Maníaco da Cruz, um Mussolini...Deus nos deu o livre arbítrio, o que fazemos com nossa vida é de nossa responsabilidade...Segundo a minha fé Católica, Deus fez o homem e também a mulher para formarem família e povoarem a terra, então o que nós católicos somos contra é prática do homossexualismo, onde filhos de Deus do mesmo sexo tendo relações contrariando o plano de Deus.
 
Gianni Vieira em 30/07/2013 09:25:32
É complicado para um homossexual congregar normalmente em qualquer denominação, seja evangélica ou católica, primeiro que todos têm uma visão equivocada com relação ao homossexual, todos dizem que é uma opção. Não é gente!!! Coloquem na cabeça de vocês isso, ninguém de um dia para o outro fala que vai virar gay. A pessoa já nasce assim. Ninguém opta em ser discriminado, eu por exemplo, gostaria de ter filhos, me casar ter uma vida hétero. Já frequentei uma igreja evangélica em Campo Grande, fui bem atuante para não ter que pensar no pecado da carne, mas mesmo dentro das igrejas evangélicas ou não, tem dirigentes gays, casados com mulheres, que saem com outros homens mas que em público são contra o homossexualismo, mas praticam tal ato, prefiro viver em paz com minha consciência.
 
Moyses David em 30/07/2013 09:17:54
FELIZ DE QUEM PROCURA UMA IGREJA, UM PADRE, UM PASTOR, OU O FILHO QUE PROCURA O PAI, POIS OS TRÊS SÃO ABENÇOADOS POR DEUS, PARA REPRESENTÁ-LO, E ENSINAR A VERDADE, ENTÃO, TODAS PESSOAS QUE SOFREM, SEJAM, DOENÇAS, VÍCIOS, MAUS COSTUMES, REALMENTE PROCUREM DEUS, A IGREJA, POIS LÁ É A UNIVERSIDADE DIVINA, E ENSINARÁ A SEGUIR OS PASSOS DE DEUS E JESUS, E APRENDEM A LEI DE DEUS, BÍBLIA, E ELA ENCAMINHARÁ PARA O BOM CAMINHO, POR ISSO, DEUS E JESUS, DIZ, BUSQUEM OS DOENTES, OPRIMIDOS, PROBLEMÁTICOS, QUE DEUS OS CURA, E DEUS NÃO FAZ ACEPÇÃO DAS PESSOAS, E OS CURA, FELIZ A SOCIEDADE, CUJO DEUS É O SENHOR, TODOS NÓS DEVEMOS SER SÁBIOS, ABRAÇAR A TODOS, E DAR A OPORTUNIDADE DE DEUS, QUE ELE ABENÇOARÁ A TODOS, E NÃO TEREMOS, DOENTES, LADRÕES, E ABANDONADOS, QUE DEUS ABENÇOE.
 
PEDRO BRAGA em 30/07/2013 09:07:31
O que Francisco falou não é nenhuma novidade ou algo extraordinário. Ele se apoia exatamente o que já estava orientado no CIC 2358-59 de 1992. Quer dizer, há mais de 20 João Paulo II ao elaborar o Catecismo já tratara sobre isso. O que Francisco quis dizer com isso não é nada do que especulam os especialistas escreveram nos principais jornais (O Globo, Folha, Estadão) de uma possível abertura ao diálogo e aceitação à causa gay, pelo contrário, que a Igreja acolhe estas pessoas e as convidam a viver a castidade e entregar a sua condição à cruz de Nosso Senhor. O homossexual na Igreja é tratado com respeito e igualdade, mas lhe é exigido a castidade do mesmo modo aos jovens, solteiros e casados.
 
Rodrigo Viana em 30/07/2013 08:59:03
Foi o que sempre pensei. Os homossexuais tem opção sexual é cristão como todos nós, mas não quer dizer que a igreja católica tem que fazer um casamento entre dois homens ou duas mulheres. São bem vindos na igreja como todo cristãos. O homem ou a mulher homossexual nunca vai deixar de ser homem ou mulher, tem sim opção pelo mesmo sexo e isso é de cada um.
 
Placida Barros em 30/07/2013 08:58:07
Engraçado porque a senhora presidente da ATMS não comenta sobre aquela marcha ridícula das vadias ocorrida na JMJ com apoio de vários grupos GBLT onde foram mostradas cenas lamentáveis de desrespeito as famílias, intolerância religiosa e à própria associação que ela representa.
 
Carlos Alberto em 30/07/2013 08:58:02
Tanto a igreja católica quanto a evangélica não prega a marginalização de homossexuais. Vivemos dizendo, somos contra a prática, não contra a pessoa. As igrejas estão abertas a receberem gays, na minha mesmo há vários, mas continuamos a pregar contra suas práticas.
 
Fabiana Paiva de Matos em 30/07/2013 08:28:35
Mas pela tradição da igreja alguém achou que teria outra versão? A igreja mantém homens e mulheres sem casar, podendo acontecer desvio também. O certo é que biblicamente a obrigação do pastor é somente ajudar quando solicitado e o julgamento somente Jesus tem esse poder. Aliás não existe basamento bíblico para o homem santificar ninguém e nem tão pouco garantir perdão de pecados; isso também é exclusivamente com JESUS no final. Cuidado com as enganações e regras de homens.
 
luiz alves em 30/07/2013 08:00:37
Deus ama cada criatura que Ele criou, quanto mais um ser humano criado a imagem e semelhança Dele. Deus nos ama incondicionalmente! Ele não ama algumas atitudes e pecados que cometemos e que TODOS nós cometemos, senão não seríamos humanos e sim divinos sem pecados. A discriminação, a marginalização, a exclusão não são coisas de Deus e sim dos homens. Como cristãos e filhos de Deus devemos seguir Seu exemplo de amor, como nosso papa está seguindo e mostrando uma Igreja inclusiva no amor de Deus, na humildade, caridade e misericórdia!
 
Vânia Ramos em 30/07/2013 07:32:07
Acho que seria importante a presidente dessa associação se manifestar sobre os atos de desrespeito praticados por ativistas LGBT, em Copacabana, durante a JMJ!!!
Sem duvida, todos devem ser respeitados!!!
 
Laercio Souza em 30/07/2013 00:30:18
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions