A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

05/11/2009 12:59

Defesa e MPE definem testemunhas para júri por abortos

Redação

O juiz da 2ª Vara dos Crimes Dolosos contra a Vida e do Tribunal do Júri, Aluízio Pereira dos Santos, deu prazo de cinco dias para o MPE (Ministério Público Estadual) e para a defesa das cinco acusadas indicarem as testemunhas que vão depor no júri popular.

Após a indicação das pessoas, conforme prevê o artigo 422 do Código Penal, o magistrado designará o dia do julgamento da médica Neide Mota Machado. Ela e mais quatro funcionários da Clínica de Planejamento Familiar são acusados de realizar 25 abortos.

O julgamento só não aconteceu porque o grupo tinha recorrido ao Tribunal de Justiça. No entanto. A 2ª Turma Criminal negou o recurso e manteve o júri da médica. Neide, Rosângela de Almeida, Maria Nelma de Souza, Libertina de Jesus Centurion e Simone Aparecida Cantagessi de Souza devem ir a júri nos próximos meses.

Histórico

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions