A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Outubro de 2019

10/11/2009 08:36

Definida a condenação de "Chupa-Cabras" em Amambai

Redação

O "Chupa-Cabras", como ficou conhecido Jesiel Penha de 29 anos, acusado de tentar matar o padrasto em 2000, foi condenado a 7 anos e um mês de prisão.

Há duas semanas, Jesiel foi levado a júri popular pela tentativa de assassinato de seu próprio padrasto, Mário Lopes, hoje com 43 anos.

O crime ocorreu no dia 13 de novembro de 2000 na região da Vila Nova Esperança, em Coronel Sapucaia, cidade a 394 quilômetros de Campo Grande.

Segundo informações do boletim de ocorrência registrado pela polícia na época, o padrasto se desentendeu com o enteado e saiu de casa para evitar uma briga. Jesiel seguiu o padastro e efetuou vários disparos contra ele.

"Chupa-Cabras" foi processado pela tentativa de homicídio e chegou a comparecer no Fórum de Amambai, sede da Comarca, para responder pelo crime, mas instantes antes da audiência deixou o Fórum sem ser ouvido e não foi mais encontrado.

Ele foi localizado e preso em junho de 2009 por equipes do DOF (Departamento de Operações de Fronteira) e do GAECO (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) do Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul, quando cortava o cabelo em um salão de beleza em Coronel Sapucaia, fronteira com o Paraguai.

Jesiel já foi preso pelo crime de porte ilegal de armas e é apontado pela polícia e pelo Ministério Público Estadual como um dos mais perigosos criminosos da região de fronteira com o Paraguai.

Também trocou tiros com policiais civis e militares na região de Coronel Sapucaia várias vezes, onde teria envolvimento com tráfico e roubos de carros e caminhões, acusações negadas por Jesiel.

O acusado estava no presídio federal de Campo Grande e foi levado com um forte aparato policial ao Fórum de Amambai para o julgamento.

Com informações do site A Gazeta News

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions