A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

21/01/2010 08:10

Dengue hemorrágica tira sossego de famílias na Capital

Redação

A dengue hemorrágica surpreende e assusta até quem nunca teve dengue clássica.

No Hospital Dia, referência para o tratamento da doença, pelo menos seis pessoas estão internadas por conta da dengue. Algumas nunca haviam tido a doença e levaram um susto quando souberam que teriam que permanecer no hospital, vítimas do tipo mais agressivo da doença.

Foi o caso da pizzaiola Estéfani Geisiane Machado, de 22 anos. Depois de passar dois dias internadas com suspeita de dengue hemorrágica, ela teve alta na tarde de ontem.

A jovem fala da surpresa, já que sempre ouviu dizer que só quem já teve dengue clássica poderia pegar a hemorrágica. Moradora do bairro Coophatrabalho ela diz que foi a primeira vítima do aedes aegypti. "Na minha casa ninguém nunca havia tido a doença".

Enquanto Estéfani está aliviada pela alta, a família da idosa Maria Catarina Martinez Fernandes, de 72 anos, permanece na angústia à espera da melhora.

As filhas se revezam para acompanhar a mãe que está internada no Hospital Dia, e segundo a família, os médicos não tranquilizam e explicam que a situação exige atenção e cuidados porque as plaquetas do sangue da idosa estão em constante queda, resultado da doença.

Genro de Maria, o construtor Jeremias Luiz Boneto, de 48 anos, conta que a esposa fica apreensiva com a situação da mãe. "Ficamos assustados com a internação. A gente fica preocupado porque a plaqueta está muito baixa", detalha.

Ele lembra que a sogra já havia pegado dengue uma vez, no ano passado, mas nada grave. Neste ano, contudo, ela precisou de internação apenas três dias após o surgimento dos sintomas.

Maria foi internada no Hospital Universitário na última terça-feira (19), mas teve que ser transferida no dia seguinte para o Hospital Dia, na Coronel Antonino, para tratamento específico.

A idosa, que é moradora da Vila Maciel, ficou exposta à doença mesmo cuidando de sua casa para que a água da chuva não ficasse acumulada, explica a família. Isso porque ela mora próximo a um córrego, e na região a água costuma ficar parada.

"Na minha casa sempre evito o acúmulo de água, mas com essa chuva não tem como ter controle", observa Jeremias.

A idosa permanece internada sem previsão de alta.

Dados - Pelo menos 41 pessoas já foram internadas na Santa Casa de Campo Grande com os sintomas da dengue apenas neste ano, segundo a assessoria de imprensa do hospital. Atualmente, há três pessoas internadas nessas condições.

No Hospital Universitário, um homem deu entrada como caso suspeito ontem (20), e o hospital informou que irá divulgar ainda hoje o número de pessoas internadas com suspeita da doença.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions