A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

10/10/2014 22:58

Denunciar violência contra a mulher ajuda combater o problema, diz secretária

Da Agência Brasil

Hoje, 10 de outubro, Dia Nacional de Luta contra a Violência à Mulher, a Secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres da Presidência da República (SPM-PR) informou que o Brasil é um dos países onde mais se registram casos de violência contra a mulher, ocupando a sétima colocação no ranking mundial. Para Rosangela Rigo, secretária de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres, denunciar é a principal forma de enfrentar o problema.

“Quando a mulher denuncia, ela explícita a violência sofrida e, ao mesmo tempo, dá condições dessa mulher ter acesso a todos os serviços”, disse.

Segundo Rosangela, a articulação entre os diferentes órgãos é o caminho para evitar a impunidade do agressor. Na avaliação dela, o Estado tem papel importante no combate a esse tipo de violência.“É responsabilidade, sim, do Estado brasileiro enfrentar essa situação e reduzir os números da violência e assassinatos contra as mulheres. Essa é uma violação de direito que toda a sociedade precisa ter a clareza que é necessário enfrentar, combater e fazer com que todos os serviços estejam disponíveis para que essa mulher seja acolhida", disse.

A mulher vítima de agressão pode ligar gratuitamente para o número 180, ou procurar uma delegacia especializada em violência contra a mulher. Ela pode, ainda, pedir proteção especial à Justiça.

O Dia Nacional de Luta contra a Violência à Mulher foi criado em 1980 e tem como objetivo incentivar a reflexão sobre os números da violência contra a mulher e discutir o que se tem feito para combater o problema.

A Agência Brasil procurou os Tribunais de Justiça (TJ) de todos os estados para saber as principais medidas protetivas oferecidas à mulher em casos de violência contra ela. A maioria dos tribunais destacou o distanciamento do agressor da vítima e a proibição dele frequentar a casa dela vítima como forma de garantir a sua integridade física. Em Fortaleza (CE), por exemplo, foram concedidas 3.067 medidas protetivas no primeiro semestre deste ano.

MEC deve homologar Base Comum Curricular na próxima quarta-feira
O Ministério da Educação informou que a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), aprovada hoje (15) pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), deve ser ...
Presos da penitenciária federal da Capital são julgados por crime em RN
Um preso custodiado no presídio federal de Campo Grande foi julgado, ao lado de outros três homens, na quinta-feira (14) e nessa sexta-feira (15) por...
Governo Federal reduz período do horário de verão para 2018/19
O presidente Michel Temer assinou hoje (15) um decreto reduzindo em duas semanas o horário de verão em 2018. No ano que vem, a medida começará a vale...
Inscrições para o Vestibular 2018 da UFMS seguem abertas
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) segue com inscrições abertas para o Vestibular 2018, que selecionará alunos para cursos de gradua...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions