A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

06/07/2010 17:20

Depósito ilegal de armas abastecia gangues

Redação

A investigação policial gerada por fotos postadas no site de relacionamento Orkut levou a Polícia Civil a descobrir um depósito clandestino de armas em Campo Grande, no Bairro Nova Lima, na saída para Cuiabá, e identificar o homem responsável pela venda de armamentos a adolescentes. Ele não foi preso.

Segundo a delegada responsável pelo caso, Maria de Lourdes Cano, quatro pessoas que estavam no local, parentes do proprietário, foram levadas para a delegacia para prestar informações. De acordo com ela, o depósito estava aberto, mas o responsável conseguiu escapar pouco antes da chegada dos policiais.

Um dos "clientes" do comerciante ilegal de armas foi apreendido hoje com uma espingarda calibre 44. O destino da maioria do armamento seriam adolescentes pertencentes a gangues de bairros como o Jardim Anache.

A espingarda estava escondida debaixo da cama do jovem. Ele disse aos policiais ter comprado a arma por R$ 150 para se proteger pois vinha sofrendo ameaças.

Na semana passada, outro adolescente, de 17 anos, havia sido apreendido com uma espingarda. A companheira dele, de 36 anos, e o filho dela, de 18 anos, também foram presos. Ela por tráfico de drogas e corrupção de menores e ele por tráfico.

A ação foi resultado da investigação iniciada a partir de fotos postadas no Orkut de jovens portando armas, há 15 dias.

Hoje, o trabalho dos policiais foi além e conseguiu chegar até o local de onde as armas saem, segundo a delegada Maria de Lourdes Cano. Num galpão na rua Agenor Pinto, que usava como fachada uma bicicletaria, foram encontradas 3 espingardas, calibre 46, 38 e 22, e um revolver 22, além de uma luneta de precisão.

Também foram apreendidos no depósito documentos de pessoas ainda não identificadas, bombas de motor, um cofre e até uma placa de um veículo de São Bernardo do Campo, em São Paulo, com queixa de roubo (DPB-6706).

A apuração identificou o nome do responsável pelo depósito, que seria um armeiro, que fabrica e conserta armas e depois as revende. O nome não foi divulgado pela Polícia Civil, alegando que isso poderia atrapalhar o seguimento das investigações.

Perigo - A luneta apreendida é uso militar restrito. Segundo um policial com conhecimento em armamento chamado para avaliar o que foi encontrado, duas espingardas têm alcance longo e, com o uso da luneta, podem transformar um adolescente em um atirador de precisão.

A Polícia Civil agora trabalha para prender o comerciante de armas e, também, para descobrir se ele age sozinho ou se tem relações com traficantes de armamento. A delegada não informou se fará pedido de prisão contra o acusado de manter o comércio clandestino.

MEC deve homologar Base Comum Curricular na próxima quarta-feira
O Ministério da Educação informou que a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), aprovada hoje (15) pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), deve ser ...
Presos da penitenciária federal da Capital são julgados por crime em RN
Um preso custodiado no presídio federal de Campo Grande foi julgado, ao lado de outros três homens, na quinta-feira (14) e nessa sexta-feira (15) por...
Governo Federal reduz período do horário de verão para 2018/19
O presidente Michel Temer assinou hoje (15) um decreto reduzindo em duas semanas o horário de verão em 2018. No ano que vem, a medida começará a vale...
Inscrições para o Vestibular 2018 da UFMS seguem abertas
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) segue com inscrições abertas para o Vestibular 2018, que selecionará alunos para cursos de gradua...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions