A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

17/03/2009 17:55

Descoberta de ossada deixa pais de Dudu em pânico

Redação

A descoberta da ossada de uma pessoa com idade entre 9 e 13 anos deixou em pânico a família de Luiz Eduardo Gonçalves, o garoto que aos 10 anos desapareceu no Jardim das Hortênsias, em 22 de dezembro de 2007. No IML, o fato foi confirmado, mas nenhuma ligação é feita com o desaparecimento de Dudu.

Ao saber da ossada, o pai do menino, Roberto Gonçalves, não pensou duas vezes e no domingo foi até o local apontado, segundo ele por "boatos", onde os ossos teriam sido recolhidos, mas voltou sem qualquer informação.

A mãe, Eliane Martins, que sempre demonstrou equilíbrio ao tratar o assunto, na tarde de hoje demonstrou desespero. "Acho que se fosse verdade, a Polícia teria de avisar a gente primeiro", reclama.

No bairro todos comentam o assunto, entretanto, somente por exame de DNA poderá ser confirmada qualquer ligação com a história, que ficou conhecida como "Caso Dudu".

A investigação é conduzida pela Deaij (Delegacia Especializada de Atendimento à Infância e Juventude), unidade policial que cuida de casos em que existem adolescentes envolvidos no assassinato do menino.

Informações não confirmadas pela Polícia Civil indicam que existem pessoas presas pelo crime, que sempre foi tratado como desaparecimento. Contudo, com o caso investigado pela Deaij, remete à possibilidade de homicídio.

Apontado como suspeito, desde a época do sumiço, o namorado da mãe do garoto, José Aparecido Bispo da Silva, não mais foi visto na casa onde morava, na região das Hortênsias.

Há seis meses ele sumiu.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions