A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

26/04/2008 18:30

Dia 30 tem mais um julgamento do Caso Maksoud

Redação

Vai a julgamento na próxima quarta-feira, 30, Edmilson dos Santos Pires, um dos cinco acusados de envolvimento no assassinato do advogado Willian Maksoud, ocorrido em abril de 2006 em Campo Grande.

O júri popular está marcado para começar às 8h e será presidido pelo juiz Aluízio Pereira dos Santos, responsável pelo processo. Edmilson é acusado de ser um dos mandantes do crime.Ele, assim como os outros quatro, respondem pelos crimes de homicídio qualificado e formação de quadrilha.

O primeiro a ir a julgamento foi Edson Ferreira, o Rato. Ele foi condenado a 28 anos e oito meses de prisão em regime fechado. Ele foi quem dirigiu a moto que tinha como passageiro Rafael Carlos Mosqueda, o Rafa, que foi quem disparou os três tiros no criminalista. Rafael está foragido.

Edson ainda rendeu o segurança do escritório de Maksoud, onde aconteceu o atentado. O advogado morreu duas semanas depois na Santa Casa.

Também já foi julgado e condenado, Eliel dos Santos Pires. Ele é irmão de Edmilson e foi quem emprestou a moto usada no crime e hospedou Edson em casa. Ele foi condenado a 10 anos de prisão em regime fechado.

O julgamento de Paulo Eduardo Nepomuceno Alves, o Peréu, estava previsto para dia 25, mas foi adiado. Ele é apontado como o fornecedor da arma do crime.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions