A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

19/08/2013 14:07

Diretor do HU diz que não tem o que explicar e não vai à CPI da Assembleia

Edivaldo Bitencourt e Bruno Chaves

A CPI do Calote da Câmara Municipal não será a única a levar bolo nesta temporada de investigações no Estado. O diretor-geral do Hospital Universitário, Cláudio Wanderley Saab, também anunciou que não vai comparecer à CPI da Saúde da Assembleia Legislativa. Ele foi convocado para ser ouvido na quinta-feira, a partir das 14h.

Saab justificou que vai a Goiânia (GO) e Brasília (DF) para buscar recursos para o hospital, que administra desde o dia 27 de maio deste ano. Ele disse que já enviou um ofício comunicando a impossibilidade de atender a convocação dos deputados estaduais.

O diretor-geral também estranhou a convocação já que está no cargo há 90 dias e não tem informações sobre as irregularidades ocorridas no hospital antes da nomeação. “Não sei o que eles querem ouvir de mim”, afirmou o dirigente durante a “inauguração” do novo PAM (Pronto de Atendimento Médico), que passa a funcionar na ala de nutrição. O antigo foi interditado há 22 dias pela Vigilância Sanitária Estadual.

Saab foi nomeado no lugar do ex-diretor-geral José Carlos Dorsa, que foi demitido após ser envolvido em irregularidades no tratamento do câncer. As irregularidades foram descobertas durante a Operação Sangue Frio, da Polícia Federal. Dorsa é acusado de manipular e articular para beneficiar a empresa Neorad, do médico Adalberto Siufi.

No entanto, Saab disse, na tarde de hoje, que não tem o que falar aos deputados estaduais.



Lendo o comentário do Bonifácio realmente a saúde esta na CTI um bando tomando conta do hospital e outro bando querendo investigar. E os 30.000.000,00 da pra entender porque o Dorsa e o Siufi não queria largar o osso ainda bem que demorou a chegar o dinheiro. OU ainda mal ou ...
 
Jaime Nogueira em 19/08/2013 22:40:54
Caro Bonifácio (se este for seu nome verdadeiro), não estou aqui para defender ninguém, mas o atual Diretor já foi diretor do Hospital UNIMED por 3 anos.
A verba, que retornou para Brasília, foi conseguida pelo antigo diretor Dorsa, mas também não foi utilizada (por falta de abertura de licitação) por ele, a mesma verba, conforme consta em Diário Oficial de União, retornou aos cofres Federais em dezembro de 2012 e não durante a atual gestão.
 
Claudio Fonteles em 19/08/2013 17:02:34
Comédia são os integrantes da CPI que não tem moral nem para intimar os depoentes, isso é ridículo, coloquem pessoas sérias aí, ou então deem voz de prisão para os que se recusam a depor, isso não é convite pra festa de 15 anos, é CPI, cade sua moral Siufi?
 
MAXIMILIANO RODRIGO ANTONIO NAHAS em 19/08/2013 16:58:04
Problema dele, mas que ele vai sim senhor, e ele sabe disso. Quem não tem rabo preso não teme, a não ser que ele saiba de algo. Agora se ele não comparecer vai ser intimado.
 
alberto vedana junior em 19/08/2013 14:50:31
Uma comédia a postura desse "diretor". desrespeitando a CPI, ele não tem o que falar? podia dizer que criou um cabide de emprego no HU, que levou dezenas de aspones que trabalharam pro Mandeta, aquele deputado arrogante e que não faz nada pelo nosso Estado. Podia dizer que deixou voltar, por incompetência dele e de sua "equipe", aproximadamente 30.000.000,00 (trinta milhões de reais) para Brasilia, dinheiro esse que a diretoria anterior conseguiu para inumeras obras de revitalização do HU. É um aventureiro que nunca foi nem sindico de prédio, é muito triste porque a saúde vai continuar no CTI, a CPI tem que convocar esse aventureiro prá questioná-lo sobre o que ele faz ali no HU, além é claro de empregar a tchurma do deputado Mandeta, a quem ele deve o cargo.
 
bonifácio silva freire em 19/08/2013 14:40:26
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions