A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

25/04/2008 15:07

Diretor e agentes teriam facilitado saída de presos

Redação

A Operação Xadrez, deflagrada hoje pela Polícia Civil, terminou com 42 pessoas presas, entre elas, 29 detentos que eram do semi-aberto e voltaram para o regime fechado.

Também integram a relação de envolvidos o diretor da Colônia Penal Agrícola de Campo Grande, Livrado Braga, o ex-diretor da unidade, Luiz Carlos Santos, e os oficiais e agentes penitenciários Gilmar Figueiredo, Ricardo Baís e Miguel Coelho. Na lista aparece, inclusive, a filha de um dos presos, Ariadne Walesca Pantoja.

Os quatro agentes e Ariadne tiveram decretada prisão temporária, que vale por até 30 dias. Já o diretor Livrado é alvo de prisão preventiva, que não tem prazo para terminar.

O grupo será indiciado por corrupção ativa, corrupção passiva e utilização de documentos falsos.

Segundo a Secretária de Justiça e Segurança Pública, todos estavam envolvidos em um esquema de facilitação de saída de presos da Colônia Penal para prática de crimes. Escutas telefônicas e investigação da Polícia Civil apontaram que os agentes e o diretor eram beneficiados pela ação criminosa dos presos.

Os beneficiados pelo semi-aberto estariam há anos apresentando documentos falsos para atestar trabalho durante o dia, em locais que sequer existem.

O Campo Grande News apurou que os agentes e o diretor recebiam percentual do que era roubado fora do presídio e até produtos de crimes eram repassados como pagamento pela facilitação.

Livrado já era acusado de corrupção, antes mesmo de ser nomeado diretor da Colônia. Mesmo assim assumiu o cargo. Hoje, o secretário da Sejusp jogou a responsabilidade da nomeação para o diretor da Agepen (Agência do Sistema Penitenciário), Hilton Vilassanti.

 

Conselho de Psicologia aprova resolução com regra para atendimento a transexuais
Em meio à polêmica que cerca a iniciativa de psicólogos para derrubar, na Justiça, uma resolução do Conselho Federal de Psicologia (CFP) que proíbe o...
Temer veta projeto sobre negociação coletiva no serviço público
O presidente Michel Temer vetou integralmente o Projeto de Lei nº 3.831/15, aprovado pelo Congresso Nacional, que estabelecia normas para a negociaçã...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions