A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

25/05/2015 11:00

Diretores de empresa acompanham perícia em avião que fez pouso forçado

Flávia Lima
Aeronave que passa por perícia fez pouso forçado em fazenda próximo a Capital. (Foto:Fernando Antunes) Aeronave que passa por perícia fez pouso forçado em fazenda próximo a Capital. (Foto:Fernando Antunes)

Diretores e técnicos da empresa MS táxi aéreo estão desde cedo na fazenda Palmeira, a 21 quilômetros de Campo Grande, acompanhando os trabalhos de perícia na aeronave que transportava a família dos apresentadores Luciano Huck e Angélica e que fez um pouso forçado na manhã deste domingo (24).

Segundo informações de funcionários da empresa, a equipe deve retornar para a Capital no início da tarde, mas não há confirmação se algum responsável irá se pronunciar a respeito do acidente. A perícia está sendo comandada por técnicos do Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos), que chegaram a fazenda ontem.

De acordo com informações da assessoria do órgão, ligado a Aeronáutica, o escritório de São Paulo é o responsável pela investigação, que ainda não tem previsão para ser encerrada. Conforme a assessoria, no caso da queda do avião do candidato a presidência Eduardo Campos, ano passado, a equipe ficou quatro dias no local do acidente devido a quantidade de destroços.

No site da empresa, a MS Táxi Aéreo destaca que as aeronaves de sua propriedade passam regularmente por revisões e são operadas de acordo com normas estabelecidas pela Aeronáutica. A empresa foi criada em 1977 e possuí quatro tipos de aeronaves. O modelo fretado pela família dos apresentadores era um Embraer 820C, conhecido pelo nome de Carajá, prefixo PT ENM

Ainda de acordo com informações do site da companhia de táxi aéreo, a contratação dos tripulantes também obedece ao rigor legal exigido pela função, além de experiência em número de horas mínimas exigidas pela empresa.

O texto ressalta que a tripulação é submetida a treinamento periódico, abordando sempre questões relacionadas a segurança. O piloto que transportava a família de Angélica e Luciano atua na empresa há 14 anos e tem 30 anos de experiência. Após o pouso forçado, ele ligou para a esposa, Lucilene Vaz, e relatou que os dois motores do avião sofreram pane porque houve problema na bomba de combustível.

Acidente -- No avião também estavam os três filhos dos apresentadores e duas babás, além do copiloto José Flavio de Souza Zanatto. O avião transportava os apresentadores, seus três filhos e as babás que vinham de Miranda para a Capital, de onde seguiriam viagem em outra aeronave. Angélica fez gravação para o programa Estrelas. O pouso de emergência foi realizado nas proximidades a rodovia MS-080, a seis quilômetros do córrego Ceroula, na Fazenda Palmeira.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions