A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

21/02/2008 11:16

Disputa política suspende atendimento no Incra hoje

Redação

A indefinição sobre quem será o titular na Superintendência do Incra em Mato Grosso do Sul provocou hoje a suspensão no atendimento a trabalhadores e produtores rurais.Quando chegaram para trabalhar na manhã desta quinta-feira, os servidores foram impedidos de entrar pelo grupo de sem-terra que desde ontem está acampados em frente ao órgão.Diante do piquete, a ordem do atual superintendente, Luís Carlos Bonelli, foi liberar os funcionários.

De Brasília, onde está desde o início da semana, ele ligou e determinou a suspensão nas atividades do órgão nesta quinta-feira. A decisão foi tomada, segundo a assessoria de comunicação do Incra, para evitar confrontos entre manifestantes e servidores.No prédio, na avenida Afonso Pena, todos os dias assentados chegam em busca de atendimento, apresentam reivindicações e os produtores rurais retiram documentos como certificação de georeferenciamento, que oficializa a leitura de áreas de propriedades, feita via satélite.

Hoje tudo está paralisado e não há previsão de quanto o serviço voltará ao normal. Os sem-terra dizem que só vão liberar o local quando o governo federal garantir que assumirá o órgão alguém com credibilidade junto aos movimentos sociais.

Articulação - Bonelli está em Brasília, e a assessoria dele admitiu que um dos motivos é a cobrança por uma definição sobre a direção da Superintendência. Represetantes do MST e da Fetragri também estão na capital federal e desde ontem peregrinam por gabinetes de deputados federais do Estado para pedir apoio para preservação de Bonelli no Incra ou indicação de alguém que seja respeitado pelos movimentos.

Ontem o senador Delcídio do Amaral (PT) discutiu o assunto com o ministro José Múcio Monteiro (Relações Institucionais).

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions