A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

26/07/2010 18:12

Dívida de R$ 80 causou morte de pedreiro no Zé Pereira

Redação

O pedreiro Sebastião Calixto Bezerra, de 45 anos, foi morto a pauladas na madrugada de sábado (24) teve como motivo uma dívida de R$ 80. O autor do assassinato se entregou hoje à Polícia, no bairro Zé Pereira.

Flávio José Candido da Silva, de 18 anos, confessou ter matado Sebastião por conta de uma dívida. Segundo o autor, ele e o pedreiro tinham trabalhado juntos na obra onde o corpo foi encontrado e não teria recebido sua parte.

"A gente trabalhou junto e eu já tinha cobrado várias vezes. Quando cheguei lá no sábado, ele falou que não ia me pagar e veio para cima de mim. Dei um chute no peito dele, e quando ele caiu, pegou uma faca de serra pra me acertar. Fui mais rápido, achei um caibro e dei na cabeça dele. Quando ele caiu, peguei a faca e acertei no pescoço", relata Flávio.

O assassino confesso se entregou à polícia nesta segunda-feira. Ele estava na casa de um tio no bairro Zé Pereira e pediu para que ligassem e dissessem que ele cometeu o crime. Flávio disse estar arrependido do crime e que não queria matar. "Eu estava muito doido quando cheguei para cobrar a dívida", contou o jovem, que é usuário de maconha e pasta base de cocaína.

Flávio tem passagens pela polícia por desacato e posse de drogas, e será indiciado por homicídio doloso. O delegado titular do 7° DP, Natanael Costa Balduíno, decidiu que não irá pedir a prisão do assassino, pois há suspeitas que mais pessoas estejam envolvidas no crime.

O crime aconteceu na Rua Homero Lima, no bairro Zé Pereira. No local, Na obra havia sangue nas paredes, preservativos usados, bojo de sutiã de mulher, fósforos queimados, bitucas de cigarro cortadas, que podem indicar que o cigarro, sem o filtro, era usado para consumo de drogas.

Apreensão

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions