ACOMPANHE-NOS    
MARÇO, TERÇA  31    CAMPO GRANDE 30º

Cidades

Em 11 meses, gripe matou 33 pessoas em MS; 450% a mais que em 2017

No ano passado, os tipos de vírus da influenza fizeram seis vítimas

Por Danielle Valentim | 28/11/2018 17:21
Além da vacina, que é a principal forma de prevenção dos tipos de vírus, higiene das mãos é essencial. (Foto: Reprodução/Internet)
Além da vacina, que é a principal forma de prevenção dos tipos de vírus, higiene das mãos é essencial. (Foto: Reprodução/Internet)

De janeiro até agora, 33 pessoas morreram vítima de algum tipo de vírus da Influenza em Mato Grosso do Sul. Conforme o boletim epidemiológico divulgado pela SES (Secretaria Estadual de Saúde), as novas mortes foram por Influenza A H3N2 e por Influenza A não subtipado, ambas as vítimas de Campo Grande.

O número é 450% maior que todo o ano de 2017, quando apenas seis pessoas morreram. O Lacen (Laboratório Central) notificou até o último dia 21 de novembro, 1020 casos e exames confirmaram 149, sendo 51 para H1N1, 64 para H3N2, 22 para Influenza “A” não subtipado e 12 para influenza B.

Além das 20 mortes em Campo Grande, Naviraí, Costa Rica e Coxim registraram duas mortes cada um, e os municípios de Alcinópolis, Aquidauana, Chapadão do Sul, Dourados, Nioaque e Três Lagoas, um óbito cada.

Veja Também