A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

08/07/2009 08:57

Em Dourados, PF ouve secretário e assessor nesta quarta

Redação

A PF (Polícia Federal) prossegue nesta quarta-feira com os depoimentos da operação Owari (ponto final em japonês), que prendeu 41 pessoas suspeitas de participarem de uma organização criminosa que deu prejuízo de R$ 20 milhões aos cofres públicos das prefeituras da região Sul, principalmente Dourados e Ponta Porã.

Hoje, serão ouvidas mais quatro pessoas, dentre elas, duas integram o primeiro escalão da prefeitura de Dourados: o secretário de Governo, Darci Caldo, e Jorge Dauzacker, assessor especial da prefeitura, braço direito do prefeito Ari Artuzi (PDT) na campanha eleitoral e ex-vereador.

Ontem, após os depoimentos, os homens foram transferidos para a PHAC (Penitenciária Harry Amorim Costa) e as mulheres para os presídios de Rio Brilhante e Ponta Porã.

O grupo fraudava licitações em diversas áreas há cerca de 40 anos. Para perpetuar o esquema, que passava de uma administração para outra, o grupo liderado por Sizuo Uemura, que detém um império empresarial em Dourados, cooptava servidores públicos municipais.

A família Uemura é dona de concessionárias de carros e caminhões, do Hospital da Mulher (antigo hospital Santa Rosa)

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions