A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 24 de Março de 2019

17/01/2019 16:10

Em MS, 16 municípios atravessaram 2018 sem registrar assassinatos

Com 443 assassinatos no Estado no ano passado, algumas das cidades com menos de 15 mil habitantes não registram homicídios há mais de 2 anos

Humberto Marques
Polícia Civil esteve entre órgãos de segurança que receberam equipamentos do MS Mais Seguro; investimento é visto como resultado para redução no índice de crimes. (Foto: Divulgação)Polícia Civil esteve entre órgãos de segurança que receberam equipamentos do MS Mais Seguro; investimento é visto como resultado para redução no índice de crimes. (Foto: Divulgação)

Mesmo ladeado por uma violenta região de fronteira e com certa frequência alvo de notícias sobre assassinatos em diferentes cidades, que totalizaram 443 apenas no ano passado, Mato Grosso do Sul registrou também uma situação no oposto extremo no mesmo período: 16 dos 79 municípios do Estado não registraram homicídios no Estado em 2018, conforme estatísticas divulgadas nesta quinta-feira (17) pela Polícia Civil.

Entre si, os municípios compartilham o fato de serem pequenos –têm menos de 15 mil habitantes cada. Angélica, Batayporã, Bodoquena, Brasilândia, Caracol, Corguinho, Figueirão, Iguatemi, Jaraguari, Laguna Carapã, Novo Horizonte do Sul, Rochedo, Santa Rita do Pardo, Selvíria Taquarussu e Vicentina passaram os últimos 365 dias sem registrar assassinatos.

Nos casos de Figueirão, Jaraguari, Novo Horizonte, Selvíria e Taquarussu, já são pelo menos dois anos sem homicídios.

Na lista de cidades “pacificadas”, cinco estão sob jurisdição da Delegacia Regional de Nova Andradina (que responde por nove municípios) e fechou o ano passado entre as que tiveram maior índice de redução da criminalidade. André Luiz Novelli Lopes, delegado titular da Regional, credita os resultados a ações conjuntas realizadas nas cidades.

“O trabalho integrado desenvolvido pelas forças de segurança pública em nossa região se mostraram eficazes para o combate à criminalidade de um modo geral, e foram cruciais para que se alcançasse o cenário de inexistência dos crimes de homicídios na maioria das cidades que compõem a unidade regional”, destacou Novelli à assessoria da Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública).

Redução – A pasta informou que, dos 12 crimes sobre os quais realiza monitoramento, 10 tiveram queda no número de ocorrências entre 2017 e 2018. Um se manteve estável, e apenas um teve alta.

Em média, a redução dos crimes foi de 10,04%, chegando a 14% em relação aos homicídios no Estado em 2018 –foram 443 casos no total, contra 505 no ano anterior. A Sejusp afirma que a redução é resultado de ações e investimentos no setor de segurança pública, como o MS Mais Seguro, que injetou R$ 120 milhões na aquisição de viaturas, armamentos e equipamentos, bem como no aperfeiçoamento do serviço de inteligência.

Comandante-geral da Polícia Militar, o coronel Waldir Ribeiro Acosta salienta que “esses resultados decorrem da atuação efetiva e ininterrupta do efetivo das forças de segurança, que dedicam suas vidas para servir e proteger a sociedade”.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions