A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

01/09/2012 15:31

Em nota, grevistas afirmam que paralisação na PF continua

Nicholas Vasconcelos

O Sinpef/MS (Sindicato dos Policiais Federais em Mato Grosso do Sul) informou neste sábado (1) que a greve da categoria continua até que o Governo Federal aceite discutir as reivindicações da categoria. Entre os principais pedidos da categoria está a reestruturação da carreira de nível superior e reenquadramento da tabela salarial.

De acordo com o sindicato, as negociações com os Ministérios da Justiça e do Planejamento já duram dois anos com a criação de um protocolo de metas que ainda não foi cumprido.

A nota informa que os agentes, escrivães, papiloscopistas exigem o patamar salarial dos cargos de nível superior das carreiras típicas de estado do Poder Executivo, como os auditores da Receita Federal, servidores das agências reguladoras, entre outros.

Os servidores em greve afirmam que os delegados da PF (Polícia Federal) e peritos criminais federais, que não fizeram greve, já assinaram termo de acordo em que aceitaram a proposta de 15.8% reajuste e que têm salários entre R$ 13.368,68 e finais de R$ 19.669,82.

Boicotes a operações da PF por grevistas serão punidos, diz ministro da Justiça
O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, disse hoje (31) que não acredita em boicote de policiais federais a operações em retaliação à falta de a...
Servidores federais das agências reguladoras encerram greve
Os 2.527 servidores das agências reguladoras que estavam em greve vão retomar as atividades na próxima segunda-feira (3), informou nesta sexta-feira...


A polícia federal realmente merece uma reestruturação. Não sou ligada à carreira, mas sei da relevância desses servidores que cuidam da segurança nacional. O mínimo que merecem é uma equiparação salarial com os outros servidores do Executivo.
 
Ana Gouvêia em 01/09/2012 04:56:35
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions