A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 21 de Fevereiro de 2018

24/01/2018 12:35

Em programa itinerante, médicos atendem em 3 cidades no próximo sábado

Naviraí foi um dos destinos da última viagem do “Cassems Itinerante”

Danielle Valentim
Cidades do interior não contam com maior parte dos especialistas. (Foto: Divulgação/Cassems)Cidades do interior não contam com maior parte dos especialistas. (Foto: Divulgação/Cassems)

Os moradores dos municípios de Coxim, Dourados e Naviraí, a 386 km de Campo Grande, recebem atendimento com o programa de assistência à saúde “Cassems Itinerante” no próximo sábado (27). A atuação dos profissionais promete amenizar a dificuldade dos moradores no acesso à medicina especializada.

A endocrinologista Ana Xavier e a psiquiatra Karina Cestari atenderão Coxim. A neurologista Tatiane Novais, ficará responsável pela cidade de Dourados e a generalista Marilice Charão, a cidade de Naviraí, que foi um dos destinos da última viagem do “Cassems Itinerante”.

A gerência do hospital Cassems ressalta que cidades do interior não contam com especialistas como endocrinologista, neurologista, psiquiatra e reumatologia, e que a chegada desses profissionais beneficia os moradores.

Na última viagem do programa, uma das beneficiárias foi a moradora de Naviraí, Pâmela Soares. A paciente destacou que pôde levar a filha para atendimento. “Com o endocrinologista vindo até a nossa cidade, a gente não precisa se deslocar até outras localidades. Eu trouxe minha filha para se consultar e, com a especialista aqui, nos traz muita facilidade”, aponta.

A professora Clarice Custódio Jacomeli, também moradora do município, conta que agora ficou mais fácil cuidar da saúde com atendimento perto de casa. “Para mim, foi ótimo porque eu tinha que ir até Dourados e Campo Grande para ser atendida, mas, com a vinda do programa resolveu a minha situação”, relatou.

A psiquiatra Carolina Korndorfer explica que, assim como boa parte do Estado, Naviraí “é muito carente do ponto de vista da saúde mental, assim como o resto do Estado. Então, é importante trazer alguém que entenda de saúde mental, que saiba medicar do jeito adequado”, pontua.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions