ACOMPANHE-NOS    
MAIO, SEGUNDA  16    CAMPO GRANDE 17º

Cidades

Empregados ameaçam entrar na Justiça contra frigorífico

Por Redação | 15/08/2008 16:37

O Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação de Campo Grande (que abrange a região de Três Lagoas) anunciou que os 180 trabalhadores do Frigorífico Margem pretendem se reunir em assembléia na próxima segunda-feira (18) caso a empresa não efetue até o final do dia o pagamento da rescisão contratual dos funcionários.

De acordo com Rinaldo de Souza Salomão, presidente do sindicato, serão abordados novos caminhos para que a categoria receba o dinheiro, como a possibilidade de acionar a Justiça para que o frigorífico quite seu débito com os trabalhadores que estavam de aviso prévio, sendo que o prazo para o pagamento encerrou-se dia 11 deste mês.

A reunião, em Três Lagoas, está prevista para as nove horas da manhã de segunda-feira, em frente ao frigorífico.

Rio Verde - Hoje, 120 empregados da unidade de Rio Verde de Mato Grosso, se mobilizaram contra a tentativa da empresa de parcelar em três vezes o acerto e pediram a presença do MPT (Ministério Público do Trabalho) para acompanhar a situação.

Conforme Vilson Gimenez Gregório, secretário-geral da CUT estadual e representante da Federação dos Trabalhadores na Alimentação, os trabalhadores estariam sendo coagidos a assinarem a rescisão, sob ameaça de não receberem dinheiro algum.

O grupo Margem explica que as unidades foram fechadas e os trabalhadores demitidos devido à falta de oferta de bovinos no mercado. (Com informações da assessoria de imprensa)

Nos siga no Google Notícias