A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 28 de Maio de 2017

31/12/2010 07:14

Inscrições para professor temporário estão abertas até dia 5

Fernanda França

A SED (Secretaria Estadual de Educação) recebe até 5 de janeiro as inscrições para cadastramento de professores para aulas temporárias no ano letivo de 2011.

Os selecionados vão atuar em sala de aula no ensino fundamental, médio, EJA fundamental e médio, na Educação Especial, no Curso Estadual Preparatório para o Vestibular e Curso Normal Médio.

A ficha cadastral está está disponível no site www.sed.ms.gov.br.

No site, o interessado deve acessar a opção “cadastramento de professor”. A relação de professores cadastrados, por município e por opção de cadastro, será publicada no Diário Oficial até o dia 10 de janeiro.

Os profissionais serão convocados para suprir eventual falta de professores.

UEMS recebe até dia 2 inscrições para seleção de professor temporário
A UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) recebe até dia 2 de junho as inscrições para seleção de professor temporário de Língua Inglesa. ...
Exército abre vagas para engenheiros com salários de até R$ 6,7 mil
A Comissão de Obras do 3º Grupamento de Engenharia, abriu edital de Processo Seletivo para a contratação de pessoal por tempo determinado. O processo...



É a única profissão que o governo e a prefeitura não faz propaganda do salário, como em outros empregos públicos, é uma hipocrisia achar que um professor não mereça um salário decente (Exemplo nas escolas particulares: veja hora aula para Ensino fundamental R$ 6,10 e Ensino médio R$ 11,70 fonte Sintraems-2010), como os grandes dirigentes dá área dizem, o salário não é necessariamente o fator mais importante dá profissao mais sim a sua doação para com o próximo, estranho é que a gente só houve falar dessa conversa para com os professores, pois o grande profissional é aquele que é inovador é aquele que trabalha os três períodos da semana e nos finais de semana dedica seu tempo integral para a escola, nem no tempo da escravidão era assim, pois até os escravos tinham o dia do descanso, o que vejo é uma grande desistência dá profissão, fato já confirmado pelas universidades que não conseguem formar uma turma na área de exatas e o LULA diz que tá tudo certo, sou um professor que ainda acredita que isso vai mudar, pena que não vai ser na nossa geração no entanto precisamos, acreditar....
 
Mário Sérgio Savioli em 31/12/2010 08:16:46
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions