A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

01/10/2011 10:01

Enersul anuncia aumento de potência em subestações na Capital e interior

Edmir Conceição

Em Nova Andradina, potência passa de 25 para 55 MVA. Em Dourados a subestação Maxwell passa de 50 para 66,5 MVA e na Miguel Couto, em Campo Grande, o aumento de potência disponível é de 35%.

Aumento de potência nas subestações prevê crescimento da demanda nos próximos 20 anos.Aumento de potência nas subestações prevê crescimento da demanda nos próximos 20 anos.

A rede de energia em Mato Grosso do Sul está com a potência sendo aumentada, em algumas cidades em até 60% da capacidade atual, antevendo futuras demandas em razão dos investimentos que devem ocorrer no processo de expansão industrial. De acordo com a Energul, “o reforço vem pelo planejamento energético para potencializar, com antecedência, o serviço de distribuição de energia em regiões com expectativas de crescimento do setor produtivo e aumento populacional”.

De acordo com a concessionária de energia no Estado, “a robustez no sistema de distribuição de energia vai ser tamanha que, da noite para o dia por exemplo, a cidade de Corumbá, hoje a terceira maior de Mato Grosso do Sul, poderá crescer até 62,5% que vai continuar tendo a mesma qualidade no fornecimento de energia elétrica. É como se nenhum aparelho fosse ligado e provocado uma mínima sobrecarga”.

Essa margem de disponibilidade de energia, segundo a empresa, “vem graças a um programa de aumento de potência das subestações que envolve desde a aquisição de transformadores e outros equipamentos responsáveis pelo recebimento e transformação da energia que chega das usinas para ser distribuída aos clientes tanto nas áreas urbanas bem como nas rurais”.

A Enersul diz que o programa está levando esses investimentos, que ultrapassam a casa de R$ 20 milhões, a diversas regiões onde, em algumas, o aumento da capacidade do sistema de distribuição é ainda mais surpreendente.

É o caso de Nova Andradina. Lá será instalado um novo transformador aumentando a potência instalada de 25 para 55 MVA. Em Dourados a subestação Maxwell passa de 50 para 66,5 MVA e na Miguel Couto, em Campo Grande, o aumento de potência disponível é de 35%.

Ao anunciar a conclusão dessas obras para no máximo 90 dias, o diretor operacional Edmir José Bosso destacou que, além de potência os investimentos, vão dar mais versatilidade para as manutenções preventivas e consequentemente, um fornecimento cada vez mais contínuo: “nas redes já que estão sendo instalados nas redes um número ainda maior de religadores telecomandados. São equipamentos que permitem, quando necessárias, manobras entre os pontos de suprimento a partir do Centro de Operação em Campo Grande com intervalos de tempo muito pequenos ou até imperceptíveis pelo cliente. Esse nível de agilidade é resultado da alta tecnologia que a Enersul aplica ao sistema elétrico”.

Mais conforto - As obras para aumentar a potência instalada nas subestações começaram há quatro meses e são realizadas sem necessidade de desligamento. Tudo é feito com utilização de subestações móveis e com serviços em linha viva, ou seja com a subestação energizada para manter a continuidade do fornecimento de energia e preservar o conforto do cliente.



Aguardo ansiosamente agora, que as industrias comecem a se instalar em todo estado e não só Três Lagoas, gerando mais empregos.
 
Antônio Marcos Alencar em 01/10/2011 10:53:39
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions