A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 23 de Setembro de 2018

10/08/2009 16:46

Enfermagem tenta reuniões para evitar dissídio e greve

Redação

Diretores do Siems (Sindicato dos Trabalhadores em Enfermagem de Mato Grosso do Sul) tentam reuniões informais com representantes da Santa Casa de Campo Grande antes da audiência marcada para 9 horas de 14 de agosto, na Superintedência Regional do Trabalho. A intenção é evitar que negociação salarial vá a dissídio e, como consequência, ocorra greve dos funcionários no hospital.

Segundo a presidente do Siems, Helena Delgado, a única proposta oferecida pela direção do hospital é de reajuste salarial de 6%. No entanto, a categoria cobra 15%.

Na quarta-feira (05/08), durante três horas, os trabalhadores do setor cruzaram os braços para cobrar o reajuste da categoria. Desde então, teve reunião informal no dia seguinte, amanhã tem outra e na véspera da audiência na Superintendência será a última.

A paralisação de quarta-feira passada envolveu 150 trabalhadores, dos 950 que atuam no maior hospital do Estado. Atualmente, auxiliares recebem salários de R$ 658,58, técnicos 709,00 e enfermeiros R$ 1.979,92.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions