A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

24/06/2008 20:59

Entidades devem divulgar nota contra relatório de CPI

Redação

A Associação Sul-mato-grossense dos Membros do Ministério Público e a Conamp (Associação Nacional dos Membros do Ministério Público) deverão divulgar amanhã nota para contestar o relatório da CPI do Sistema Carcerário. Segundo a assessoria de imprensa do MPE, o promotor Antônio André Medeiros ressaltou que os problemas apontados pelos integrantes da CPI já começaram a ser reparados antes mesmo do resultado da investigação.

No entender do promotor, não há embasamento legal para os indiciamentos solicitados pelos parlamentares porque a custódia dos detentos é de responsabilidade do governo. Antônio André Medeiros é uma das oito autoridades que poderão ser indiciadas, conforme pedido dos integrantes da CPI.

Na relação de pedidos de indiciamento estão: o secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, Wantuir Jacini, os dois juízes das varas de execução penal de Campo Grande, Francisco Gerardo de Souza e Vitor Guibo, os promotores Luciana Shenck e Antônio André Medeiros, e as defensoras Linda Maria Silva Costa e Edna Regina Batista Nunes da Cunha, além do ex-diretor da Colônia Penal Agrícola, Livrado da Silva Braga.

O presídio de regime semi-aberto foi considerado o segundo pior do Brasil, ainda conforme o relatório da CPI, que deverá ser votado amanhã. Detentos do local já foram transferidos para Dois Irmãos do Buriti, município distante 110 quilômetros de Campo Grande.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions