A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

19/07/2011 18:00

Estado disputa com Rio de Janeiro e Minas Gerais criação de Geoparque

Francisco Júnior

Decisão será divulgada em junho de 2012

Mato Grosso do Sul está na disputa com os Estados do Rio de Janeiro e Minas Gerais para a criação de um Geoparque, que se trata de uma área de sítios geológicos de especial importância científica, raridade e beleza, que representa uma região e a sua história geológica, eventos e processos.

Hoje, o governo do Estado Fluminense divulgou que vai pleitear a Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura) a criação do Geoparque Costões e Lagunas, que abrangeria 15 municípios.

Mato Grosso do Sul apresentou o Geoparque Bodoquena/Pantanal, criado em 2009, que possui diversos aspectos característicos de uma unidade nos moldes da Unesco, como a presença de fósseis de preguiças-gigante, tigres-dente-de-sabre e mastodontes.

Há ainda fósseis dos primeiros seres vivos surgidos no planeta - há mais de 560 milhões de anos -, sendo um deles a corumbella, em homenagem a Corumbá, onde o fóssil foi descoberto.

O parque envolve 39.700 quilômetros quadrados da região Sudoeste do Estado, onde estão situadas diversas riquezas geológicas, nos territórios de Anastácio, Aquidauana, Bela Vista, Bodoquena, Bonito, Caracol, Corumbá, Corumbá, Guia Lopes da Laguna, Jardim, Ladário, Miranda, Nioaque e Porto Murtinho.

Uma missão técnica da Unesco esteve no Estado no mês passado e avaliou o geoparque Bodoquena-Pantanal.

O resultado com o anúncio da deliberação será divulgado no mês de junho de 2012, no encontro da Rede Global de Geoparques, no Japão.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions