A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

11/01/2008 10:10

Estrada em MS é 8ª na lista de piores do Brasil

Redação

A BR 267, no trecho entre Rio Brilhante e Porto Murtinho aparece entre as dez piores estradas do Brasil, conforme levantamento da CNT (Confederação Nacional de Transportes). No ranking, Mato Grosso do Sul está em oitava posição, em uma lista encabeçada por rodovias do Maranhão, Goiás, Bahia e Piauí.

A avaliação da CNT leva em conta as condições de pavimentação, de sinalização horizontal e vertical e de geometria. Em relação ao asfalto, são verificadas soluções para atenuar impacto e a quantidade de buracos e de ondulações ao longo da estrada. A sinalização com placas e no chão recebe pontos positivos se for bem distribuída e visível. Também é verificada a existência de acostamento.

Agentes da PRF (Polícia Rodoviária Federal) em diferentes pontos da BR 267 dizem que as condições já foram piores e que desde outubro obras realizadas no trecho sul-mato-grossense minimizaram os problemas. "Em 30 quilômetros, entre Rio Brilhante e Maracajú, a situação ainda é critica, com buracos. No restante existe o problema da sinalização que é muito antiga e acaba perdida pela ação do tempo e das queimadas", explica o inspetor chefe do Posto de Nova Alvorada do Sul, Luis Alberto de Moraes.

A falta de acostamento ainda seria o principal aspecto a impor risco, apesar da região registrar baixo fluxo de veículos e a menor média de acidentes em Mato Grosso do Sul. "Nos últimos meses a recuperação garantiu condições muito boas de tráfego, mas em qualquer lugar a falta de acostamento é exige maior atenção dos motoristas", alerta o chefe do posto da PRF em Maracajú, Vilson Silva.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions