A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 24 de Setembro de 2018

21/09/2009 10:59

Família se desespera com desapropriação de imóvel

Redação

Uma família entrou em desespero nesta segunda-feira, quando vence o prazo dado pela Justiça para desocupação de uma chácara, no bairro Estrela do Sul. O despejo foi determinado para as obras da Avenida Norte-Sul, executadas pela prefeitura de Campo Grande. O litígio completou um ano e a Prefeitura conseguiu decisão favorável.

Os moradores reclamam que não têm para onde ir. "Pedimos antecipação de 80% do valor que eles pretendem pagar, mas a Justiça nem considerou", lamenta Suellen Ferrari Galle, 25 anos, proprietária da área.

Ela disse que a chácara era de um tio e que há 10 anos veio de Londrina (PR) para morar no local com o pai, que fabrica embutidos. "Sou digitadora, meu salário líquido é de R$ 390,00, não temos como ir para outro lugar sem o adiantamento", diz.

A chácara fica às margens do córrego Segredo. Segundo Suellen, no local deve ser implantada uma praça, parte das obras do complexo do Segredo.

Ao longo do processo várias decisões foram proferidas pela Justiça, todas em favor da prefeitura. Em uma delas, foi requisitado, inclusive, reforço policial para desapropriação determinando prisão em flagrante em caso de obstrução.

Nervosa, Suellen afirma que o pai teve picos de pressão na sexta-feira e precisou ser hospitalizado. "Hoje a pressão já está alta de novo", diz. Ela questiona, ainda, o valor calculado para indenização. "Nossos vizinhos pagaram recentemente R$ 38,50 o metro quadrado e a Prefeitura quer pagar para nós R$ 3,30", diz.

A preocupação é que não seja possível comprar outra casa e garantir espaço para instalar o maquinário da fábrica de embutidos.

Despejados

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions