A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

11/11/2010 10:33

Federações de MS se unem em campanha contra a CPMF

Redação

De novo, discussão vem à tona em função da vontade do governo federal em ressucitar a CPMF (Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira), motivo de campanha contra, lançada hoje em Mato Grosso do Sul.

Uma pesquisa realizada pela Fiems (Federação das Indústrias) mostra que a arrecadação tributária tem aumentado nos últimos anos, assim como os valores gastos com a Saúde.

O arrecadado em 2009 ultrapassou R$ 1 trilhão, enquanto na Saúde foram gastos cerca de R$ 61,5 bilhões. O que não implica, no entanto, que esse valor seja suficiente para solucionar os problemas do setor.

Os valores foram divulgados para mostrar que para investir mais na área da saúde é necessário, segundo a federação, melhor planejamento do dinheiro público.

O imposto deixou de ser cobrado em 2008, sendo que em 2007, o valor arrecadado com a CPMF foi de R$ 36,7 bilhões, enquanto a receita total ficou em torno dos R$ 900 bilhões.

Em 2007 foram gastos com a saúde R$ 45,6 bilhões de reais, o que segundo a Fiems mostra que o imposto não conseguiu suprir os valores necessários para a melhora do setor.

Campanha - Junto com Fecomércio (Federação de Bens, Serviços e Turismo de Mato Grosso do Sul), FDCL (Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas), Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul); a Fiems organiza um movimento contra o retorno da CPMF.

Na manhã desta quinta-feira, no auditório da federação, aconteceu o lançamento da campanha "Saúde sim, chega de imposto", que contou com a presença de representantes de todos as federações envolvidas.

O que o movimento defende é uma melhor utilização do dinheiro arrecadado com impostos. "Os orçamentos das prefeituras e estados devem ser reordenados nos moldes que praticamos em nossas empresas", diz o diretor presidente da Fiems Sergio Longen.

O diretor presidente da Famasul Eduardo Riedel afirma que a meta é fazer o alerta e estimular não somente as classes envolvidas no movimento, mas também os representantes do Estado em Brasília, que votarão o retorno da CPMF.

"Estamos em uma luta muito forte em cima da gestão pública. A campanha tem como foco alertar a classe política. Cobrar uma postura deles em relação ao tema", diz Riedel.

A população também é muito importante no embate contra a volta dom imposto. "Mobilizar também a sociedade contra a implementação e retorno da CPMF", diz o presidente da Famasul.

Roberto Rech, um dos diretores da Fecomércio que representou o presidente da referida federação Edison Araújo, existem alternativas para resolver o problema da saúde que não a volta do tributo.

"Não tem nenhum sentido resolver o problema da saúde com mais um imposto. O término foi uma conquista do trabalhador", diz o diretor da Fecomércio.

Leocir Montagna, presidente da Faems, diz que a CPMF é um imposto sem sentido. "A CPMF não cumpriu o papel de melhorar a saúde. Depois do fim do imposto cresceu a arrecadação. O que precisa é gestão", afirma.

A OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) vai apoiar também a campanha. "Queremos unir nossas forças à FIEMS para impedir que essa proposta lesiva à população não seja levada adiante", disse Leonardo Avelino Duarte, presidente da ordem.

MEC deve homologar Base Comum Curricular na próxima quarta-feira
O Ministério da Educação informou que a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), aprovada hoje (15) pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), deve ser ...
Presos da penitenciária federal da Capital são julgados por crime em RN
Um preso custodiado no presídio federal de Campo Grande foi julgado, ao lado de outros três homens, na quinta-feira (14) e nessa sexta-feira (15) por...
Governo Federal reduz período do horário de verão para 2018/19
O presidente Michel Temer assinou hoje (15) um decreto reduzindo em duas semanas o horário de verão em 2018. No ano que vem, a medida começará a vale...
Inscrições para o Vestibular 2018 da UFMS seguem abertas
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) segue com inscrições abertas para o Vestibular 2018, que selecionará alunos para cursos de gradua...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions