A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

05/02/2009 08:55

Funai reclama de prejuízos com protesto em Dourados

Redação

A Funai demonstra preocupação sobre a permanência de um grupo de índios na entrada da sede do órgão em Dourados. A manifestação impede os trabalhos no local e a distribuição de 45 mil cestas básicas aos indígenas da região.

Outro prejuízo apontado pela Funai é do acompanhamento da preparação do solo para a safrinha nas aldeias do Cone Sul.

Hoje, a Funai reafirmou que a principal reivindicação dos índios envolvidos no protesto não será atendida. A administradora executiva regional não será substituída, e o cargo continuará com a servidora Margarida de Fátima Nicoletti.

A atual administração é considerada exemplar e transparente, com a característica de preservar o "constante diálogo com a maioria das lideranças indígenas, que em parceria com a administradora desenvolvem ações sociais de acordo com a demanda das comunidades nas aldeias da região", justifica a Funai em nota enviada pela assessoria.

"A Administração do Cone Sul atende às etnias Guarani Kaiowá, Guarani

Curso de instrutor de trânsito do Detran oferece 50 vagas na Capital
O Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul) está com inscrições abertas para o curso de Formação de Instrutor de Trânsito e...
Mega-Sena acumula de novo e prêmio estimado sobe para R$ 43,5 milhões
Mais uma vez a Mega-Sena ficou sem vencedor na faixa principal e, com isso, a premiação acumulou e pode chegar a R$ 43,5 milhões no próximo concurso,...
Mega-Sena pode pagar R$ 39 milhões no sorteio deste sábado
A Mega-Sena deste sábado (16), que está acumulada, pode pagar R$ 39 milhões para quem acertar os seis números. O concurso 1.997 ocorre às 20 horas, h...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions