A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

22/09/2010 15:32

Funasa espera laudo sobre morte de menino indígena

Redação

A Funasa (Fundação Nacional de Saúde) aguarda a chegada de laudo com a causa da morte do menino indígena de 3 anos, que morreu ontem em área de conflito chamada Kurussu Amba, em Coronel Sapucaia, cidade localizada a 400 quilômetros de Campo Grande.

De acordo com nota do Cimi (Conselho Indigenista Missionário), a suspeita é que a criança estivesse desnutrida. Por ser área de conflito, os organismos que dão apoio aos indígenas não podem entrar no local.

Um grupo de membros do Cimi esteve na aldeia e deparou-se com a criança muito doente e sem condições de se alimentar. Os pais Astureo e Angélica cuidavam de mais crianças e questionaram quando os missionários disseram que teriam que levar o menino para atendimento em outra cidade, no caso Amambai.

O pequeno índio morreu às 20 horas desta terça-feira, e o corpo chegou à aldeia às 23 horas. O posto de atendimento da Funasa fica a 10 quilômetros da área de conflito, o que dificulta a procura por atendimento médico.

Outros municípios enfrentam situação semelhante de isolamento de comunidades indígenas e dificuldade no atendimento às famílias. Em Paranhos, cerca de 80 indígenas da etnia Guarani Kaiowá Y'poí estão isolados há mais de 30 dias na Fazenda São Luiz.

E em Douradina, a Polícia Federal interveio no conflito entre peões de uma fazenda e os indígenas do acampamento Ita'y Ka'aguyrusu, local invadido pelos índios desde o dia 4 de setembro.

Mega-Sena pode pagar R$ 39 milhões no sorteio deste sábado
A Mega-Sena deste sábado (16), que está acumulada, pode pagar R$ 39 milhões para quem acertar os seis números. O concurso 1.997 ocorre às 20 horas, h...
MEC deve homologar Base Comum Curricular na próxima quarta-feira
O Ministério da Educação informou que a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), aprovada hoje (15) pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), deve ser ...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions