ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, TERÇA  26    CAMPO GRANDE 24º

Cidades

Funerária é "fachada" para negociações e superfaturamento da prefeitura, diz MP

Por Graziela Rezende | 21/11/2013 11:48
Caixões apreendidos em Douradina. Foto: Divulgação
Caixões apreendidos em Douradina. Foto: Divulgação

Um dos principais alvos do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado), durante operação ontem (20) em Douradina, a 196 quilômetros da Capital, foi uma funerária no município, que seria “fachada” para negociações e superfaturamento da prefeitura, segundo a assessoria do Ministério Público.

A funerária pertenceria a Evandro Nunes dos Reis, ex-cunhado do prefeito da cidade, Darcy Freire (PDT). No local, conforme as investigações, os caixões eram fornecidos sem documentação alguma e com o repasse superfaturado. Além dele, a namorada, cuja identidade ainda não foi revelada, foi presa em Ponta Porã.

Ao todo, a operação cumpriu os nove mandados de prisão preventiva e temporária, além de apreender munições e quatro armas, incluindo uma espingarda. O secretário de saúde do município, Francisco Honorato Rodrigues também estaria entre os suspeitos.

Comprovadas as suspeitas de improbidade administrativa por parte de alguns servidores, eles poderão ser indiciados pelos crimes de peculato, corrupção ativa, corrupção passiva, formação de quadrilha, concussão, prevaricação, ameaça e fraude à licitação.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário