ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SEXTA  17    CAMPO GRANDE 23º

Cidades

Governo divulga hoje quem segue na disputa no leilão da BR-163 em MS

Por Aline dos Santos | 16/12/2013 08:10
Imagem mostra localização de postos de pedágios. (Foto: Reprodução ANTT)
Imagem mostra localização de postos de pedágios. (Foto: Reprodução ANTT)

A ANTT (Agência Nacional de Transporte Terrestre) divulga no fim da tarde desta segunda-feira as garantias de propostas não aceitas  no leilão da BR-163 em Mato Grosso do Sul, que acontece amanhã.

Na última sexta-feira, cinco empresas e um consórcio apresentaram documentação para a disputa. Hoje, será definido quem está apto a participar.

Apresentaram a proposta a CCR (Companhia de Participações em Concessões), Invepar (Investimentos e Participações em Infraestrutura S.A.), Odebrecht Transport, Triunfo Participações e Investimentos e Construtora Queiroz Galvão.

O único consórcio é o Rota do Futuro, integrado pelas empresas Ecorodovias Infraestrutura e Logística S/A (líder), Coimex Empreendimentos e Participações Ltda., Rio Novo Locações Ltda., Tervap Pitanga Mineração e Pavimentação, Madeira Indústria e Comércio Ltda., e Urbesa Administração e Participações Ltda.

Vencerá o grupo que propor a menor tarifa de pedágio, estabelecida em R$ 9,27 a cada 100 quilômetros. No Mato Grosso, o trecho da BR-163 ficou com a Odebrecht, que ofereceu pedágio 52% abaixo do previsto pela ANTT.

Os investimentos na concessão da BR-163 em MS são estimados em aproximadamente R$ 6 bilhões, dos quais R$ 3,5 bilhão devem ser desembolsados nos primeiros cinco anos.

O prazo para explorar a concessão será por 30 anos, com possibilidade de prorrogação pelo mesmo período. O leilão será na Bolsa de Valores de São Paulo.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário