A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

13/09/2011 14:00

Governo estuda aumentar tempo que aluno fica na escola

Carolina Pimentel, da Agência Brasil

Brasília – O Ministério da Educação e entidades do setor estudam aumentar o número de horas do aluno na escola. As possibilidades em análise são elevar a carga horária diária, que hoje é de 4 horas, ou ampliar o número de dias letivos, atualmente definido em 200 dias, informou o ministro Fernando Haddad.

Atualmente, a criança ou o adolescente devem ficar 800 horas por ano na sala de aula, carga considerada baixa quando comparada a de outros países, segundo Haddad.

“O aprendizado está relacionado à exposição ao conhecimento. Há um consenso no Brasil de que a criança tem pouca exposição ao conhecimento seja porque a carga horária diária é baixa ou porque o número de dias letivos é inferior ao de demais países”, disse o ministro, após participar da abertura do Congresso Internacional Educação: uma Agenda Urgente, promovido pelo movimento Todos Pela Educação.

Para manter o estudante mais tempo na escola, Haddad avalia antecipar a meta de ter metade das escolas públicas funcionando em regime integral, prevista para ser cumprida até 2020, ou até mesmo enviar um projeto de lei ao Congresso Nacional. “Não vamos encaminhar projeto de lei antes de receber o aval daqueles que vão executar isso. A ideia é aumentar o número de horas por ano que a criança fica sob a responsabilidade da escola”, explicou.

O estudo está sendo feito em parceria com a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) e o Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed).

O ministro reconhece que a medida exigirá mais recursos da pasta. Segundo ele, uma das metas do Plano Nacional de Educação (PNE), em discussão no Congresso Nacional, é elevar para 7% do Produto Interno Bruto (PIB) os investimentos no setor. O novo PNE estabelece 20 metas educacionais que o país deverá atingir até 2020.

Câmara Federal regulamenta carreira dos agentes comunitários de saúde
Com a presença de agentes comunitários nas galerias da Câmara, os deputados federais concluíram hoje (12) a votação do projeto de lei que regulamenta...
Anvisa libera serviço de vacinação em farmácias de todo o país
Farmácias e drogarias de todo o país vão poder oferecer o serviço de vacinação a clientes. A possibilidade foi garantida em resolução aprovada hoje (...


P`recisa ser bem analisado, pois as escolas brasileiras não possuem estrutura suficiente e adequada para segurar o aluno tantas horas na escola, a merenda escolar e precaria em muitas delas, falta de material, etc.E a clientela do noturno , tambem tera carga horaria integral? Como? ´´E preciso pensar mais serio, pois a evasão escolar ´´e muito grande e alarmante.Ja e´´um problema que precisa ser resolvido, se não existir possibilidade de conciliar trabalho e estudo com carga horaria , vamos perder mais ainda, mais alunos irão evadir., mais alunos irão desistir dos estudos.
 
lyka rodrigues em 13/09/2011 09:57:54
sou totalmente a favor, desde que o aluno realmente tenha atividades educativas para desenvolver na escola...
 
REGINALDO DOS SANTOS em 13/09/2011 04:44:53
ótima iniciativa!!!
 
Marcio Areias em 13/09/2011 03:02:17
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions