A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

17/01/2012 15:35

Governo recorre para derrubar liminar sobre jornada dos professores

Marta Ferreira

O Governo de Mato Grosso do Sul corre contra o tempo para derrubar a decisão da Justiça que manda cumprir, no início do ano letivo de 2012, em fevereiro, a lei federal estabelecendo dedicação de um terço da carga horária dos professores da rede estadual de ensino para planejamento das aulas.

A PGE (Procuradoria Geraldo Estado) entrou ontem mesmo com agravo de instrumento, recurso para tentar derrubar a liminar concedida no começo da tarde à Fetems (Federação dos Trabalhadores em Ensino Público).

A decisão é clara ao dizer que o cumprimento da regra sobre o quanto da jornada dos professores deve ser dedicada ao planejamento deve ocorrer a partir de 6 de fevereiro.

Isso implicaria uma mudança drástica na Secretaria de Educação, pois faltariam professores, dianda da maior dedicação ao planejamento. Hoje, a rotina é dedicação de um quarto da jornada a planejamento.

Por telefone, a secretária de Educação Maria Nilene Badeca informou que o órgão só terá a noção de quantos professores precisará, para cumprir a decisão, quando as matrículas terminarem.

Hoje, o Estado já tem déficit de professores e por isso está fazendo concurso. O que está em andamento previu 545 vagas, mas só 190 professores passaram.

Existe ainda, a previsão de um novo concurso, este ano, com mais 600 vagas, para este ano ainda.



É lamentável ler alguns comentários postados aqui, nas quais muitos são educadores também. O cumprimento dessa jornada de trabalho é apenas um entrave a ser cumprido, afinal é nosso direito. A qualidade da educação está atrelada também ao ensalamento de alunos para que o professor ofereça um ensino de qualidade, mas não é interessante políticos que os cidadãos sejam críticos e participativos.
 
Leila Freitas em 18/01/2012 10:14:53
O que está acontecendo neste estado? Daqui uns dias sairão infratores...e não educandos das escolas. Por que tanta desvalorização assim com a classe. Meu filho estuda em escola estadual, mas estou pensando seriamente em tirá-lo depois dessa série de reportagens. Vou passá-lo para a rede municipal ou particular, pois a ética dos docentes chega a um limite também!!!
 
Wanderley Sobrinho em 18/01/2012 01:16:51
O Brasil quer avançar na educação e copia o modelo da educação europeia mas não se dá conta que só antecipar a idade escolar das crianças não resolve nossa defasagem educacional que assola nosso país há anos. Quem se importa com a qualidade do trabalho dos Professores que ficas 18 horas em sala e ainda levam trabalho pra casa? Está aí a respostado Governo.
PENSE BEM ANTES DE VOTAR!
 
Nik Lemos em 17/01/2012 11:24:08
O professor pode ser contratado para 20 ou 40 horas (relogio) semanais assim distribuidas: Se 20 horas, trabalhara 15 horas relogio com alunos e 5 para atividades de planejamento. Se 40 horas trabalhara 30 horas relogio com alunos e 10 para atividades de planejamento. Sou professor e, sinceramente, vejo poucos colegas se dedicando em usar o tempo que lhe é pago para planejar seu trabalho. Ééééé!!!
 
mauricio souza em 17/01/2012 10:41:24
QUALQUER JUIZ QUE SE PREZA VAI A FAVOR DA LEI, NÃO CONTRA A MESMA!!
 
Nair Specort em 17/01/2012 10:15:05
Ao meu ver, o governo, recorrendo mais uva vez contra a decisão do TJ, carimba a intenção de que a futura geração de MS deve ser votante... e não pensante. Lamentável...
 
Arthur Castro Benfica em 17/01/2012 09:26:57
Não sou educadora, mas tenho uma imensa admiração pela classe. São esses BRAVOS, que levam grande parte desse país nas costas. Inclusive, fazem além dos seus deveres(procuram educar cças e adolescentes mal educados, cujos pais também são desprovidos de educação ).
Hoje, ser professor no Brasil é ato HERÓICO.
Concordo na íntegra, com Mª da Silva e Luizio Espinoza.
Lei federal é p/ ser cumprida...
 
neyde de oliveira em 17/01/2012 08:18:25
Profª Maria da Silva
Antes de fazer algum comentário, a senhora deveria se informar melhor.Hoje os professores de 20 horas, cumprem 15 horas em sala e 5 horas de planejamento,o que a senhora não deve saber(o que acho um absudo) é que 15 horas (60min)corresponde a 18 h/a de 50min e 5 horas corresponde a 6 horas/a de 50min.
 
olivia pereira em 17/01/2012 07:58:02
De novo essa de dizer que o professor tem 1/4 do seu tempo para planejar??? Isso não é verdade, um professor que trabalha 20 hs tem apenas 2 hs para planejar e 18 em sala...isso sim é o que acontece.... sou professora.
 
Maria da Silva em 17/01/2012 06:49:24
No lugar de criar vagas para Policia Militar e policia civil, vamos criar vagas para Educação senhor governador é muito mais barato educar do que corrigir.
 
ANTONIO GOMES em 17/01/2012 06:33:47
Enquanto os países de primeiro mundo, dão prioridade aos profissionais em educação e suas jornadas de trabalho para que eles possam aperfeiçoar suas metas de alcançarem cada vez mais o índice de aprendizado por parte de seus assistidos. "Nós", aqui do terceiro mundo em relação à educação estamos a um passo atrás dos países desenvolvidos. Temos que entrar na justiça para nosso direito.
 
LUIZIO ESPINOZA em 17/01/2012 06:00:48
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions