A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

11/05/2009 13:28

Governo só comenta prisão de servidores após notificação

Redação

O Governo de Mato Grosso do Sul informou hoje, por meio de sua assessoria de imprensa, que só irá se manifestar sobre as prisões de servidores quando for notificado dos resultados das investigações da 'Operação Cupim'. Na operação, foi desmantelado esquema de sonegação de impostos que deu prejuízo estimado de R$ 1,2 milhão aos cofres públicos.

Realizada pela PRF (Polícia Rodoviária federal) e pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), a intervenção desfez esquema de um grupo envolvido também com o desmatamento ilegal da floresta amazônica, falsificação de documentos, corrupção de servidores públicos e lavagem de dinheiro.

Apesar de não comentar o envolvimento dos funcionários públicos estaduais, o Governo afirmou que colabora com os trabalhos e está à disposição das autoridades para fornecer informações que possam contribuir com a investigação.

Nesta segunda-feira, foram cumpridos 15 mandados de prisão, sendo cinco em Campo Grande e os demais no Mato Grosso, envolvendo servidores, inclusive agentes tributários estaduais, empresários e policiais.

Clientes de banco podem renegociar dívidas no "Caminhão do Quita Fácil"
A partir de segunda-feira (18), clientes das agências da Caixa de Campo Grande terão a possibilidade de renegociar suas dívidas atrasadas há mais de ...
Acordo entre poupadores e bancos vai beneficiar 30% dos que entraram na Justiça
Das 10 milhões de pessoas que entraram na Justiça por perdas no rendimento de cadernetas de poupança, apenas cerca de 3 milhões serão beneficiadas, s...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions