A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

29/08/2012 11:29

Governo vai à Justiça para tirar torre de telefonia de perto da Máxima

Paula Maciulevicius
Para secretário de Segurança Pública, Wantuir Jacini, telefonias só pensam em lucro e não na segurança pública. (Foto: Minamar Júnior)Para secretário de Segurança Pública, Wantuir Jacini, telefonias só pensam em lucro e não na segurança pública. (Foto: Minamar Júnior)

A Secretaria de Justiça e Segurança Pública entrou com ação pedindo a retirada da torre de telefonias celulares do terreno que ocupa, que pertence ao Estado, próximo ao presídio de Segurança Máxima. A medida é uma tentativa de coibir os crimes que são comandados de dentro da prisão, com o uso de celulares, entre eles a contratação de fretes para roubar caminhões e levá-los até o Paraguai.

Durante a formatura do curso de aperfeiçoamento de sargento e formação de cabos, realizada na manhã de hoje, no Centro de Convenções Rubens Gil de Camilo, o secretário Wantuir Jacini disse que entrou com o pedido nesta semana, na tentativa de coibir ligações telefônicas de dentro do presídio.

“Descobri que são instalados em terrenos do Estado, solicitei que o convênio fosse alterado e o meu desejo é de denunciar este convênio sem validade. As concessionárias só se preocupam com lucros e não com a segurança do cidadão”, ressaltou.

Na região do presídio, está instalada uma única torre onde estão as antenas de repetição das concessionárias de telefonia. “Graças ao sinal, os telefones são utilizados”, completou Jacini.



É muito mais coerente investir em medidas para evitar a entrada de celulares ou em um sistema de bloqueio de sinal no presídio do que deixar a área externa sem sinal para o público que necessita fazer ligações numa emergência por exemplo.
 
Edmur Lavezo Gomes em 29/08/2012 12:02:32
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions